Grêmio pode estar próximo da compra definitiva da Arena

Projeto de compra da propriedade e de gestão definitiva da Arena pode se resolver nos próximos momentos. Apenas negociações com órgãos públicos restam para mais um feito histórico do tricolor.

Por Talis Andrey de Mello
Compartilhe

A ótima gestão do presidente Romildo Bolzan Jr. já o coloca como um dos maiores, senão o maior presidente da história do Grêmio. Efetuando uma reestruturação histórica no clube, o mandatário, que está no tricolor desde 2015, e vem colocando as finanças em dia, além de conseguir montar times de baixo investimento, e que trazem resultados efetivos. A copa do Brasil de 2016, além da Copa Libertadores de 2017, e o Campeonato Gaúcho, juntamente com a Recopa Sul-Americana da temporada passada são provas do feito de Romildo.

Essa relação de idolatria com o torcedor pode subir ainda mais nos próximos tempos. Uma das promessas do atual presidente gremista está perto de se concretizar, mesmo que ainda esteja com alguns impasses. A tão sonhada compra da Arena é o principal alvo de Bolzan, e dentro do clube, se especula que este grande feito pode se tornar realidade, mas algumas divergências distanciam o sonho da realidade.

Para efetuar a compra e a gestão definitiva do estádio, o Grêmio precisa seguir alguns processos básicos. O primeiro deles é estabelecer valores e forma de pagamento com a gestora da Arena, no caso, a construtora OAS. Este primeiro passo já está dado, visto que com a crise da OAS, sendo investigada por escândalos de corrupção, não dificultou e alinhou este primeiro processo com o tricolor.

Atualmente, o estádio pertence à construtora OAS.Atualmente, o estádio pertence à construtora OAS.

Segundamente, o Grêmio precisa estabelecer um projeto de gestão e enviar para o Ministério Público, juntamente com documentos referentes à estrutura da propriedade. Este detalhe está em resolução. Primeiro porque, o Ministério Público não aceitou o projeto gremista, sobretudo em obras no entorno do terreno. A empresa encarregada disso se chama Karagounis, e é a responsável pela construção e de enviar os documentos necessários para os órgãos públicos.

A partir disso, o Grêmio precisa entrar em contato com a prefeitura de Porto Alegre, e se necessário, com o Governo do Estado, para apresentar as garantias bancárias e resolver as questões burocráticas. Neste assunto, o clube procurou se adiantar e já resolveu os principais detalhes, restando apenas algumas burocracias para concluir este processo.

Se isto realmente irá se efetuar, e quando será feito, não se sabe. Mas a compra da Arena é mais um passo do Grêmio e de seu presidente, rumo à história.

Mais sobre: gremio
Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal