O excelente nível das atuações da equipe do Grêmio realmente surpreende os críticos. Com 13 pontos e na liderança isolada do Campeonato Gaúcho, a equipe de Renato Portaluppi apresenta o melhor início de temporada desde 2007, quando a equipe era comandada por Mano Menezes. Na época, a equipe conseguiu 100% de aproveitamento, no mesmo período da temporada.

Boa parte disso se deve ao fato de que o técnico Renato Portaluppi tenha colocado seu grupo principal em campo em um período antes do esperado. Em 2018, por exemplo, o grupo principal entrou em campo apenas na 7º rodada do estadual, quando o clube estava em uma situação extremamente delicada, inclusive, visitando a zona de rebaixamento em alguns momentos.

Outro fator muito significativo para o sucesso do elenco tricolor é o entrosamento. O Grêmio teve a sáida de 7 jogadores do elenco principal, e apenas 2 deles eram titulares ( casos de Marcelo Grohe e Ramiro). Com isso, mais de 90% do elenco foi mantido, e isto colabora para o treinador gremista observar os novos reforços, (casos de Montoya, Vizeu, Rômulo e Júlio César), além de dar chance às jovens promessas da base ( como Jean Phyerre, Pepê e Matheus Henrique).

O ótimo rendimento do elenco ajuda também a diretoria do tricolor dentro do mercado da bola. A cúpula gremista tranquilizou sua busca por um lateral esquerdo. As ótimas atuações de Juninho Capixaba fizeram o clube esquecer o argentino Emmanuel Más, que estava acertado e dependia apenas de liberação do Boca Juniors.

Com a pontuação atual no Campeonato Gaúcho, o Grêmio depende de poucos pontos para já garantir a classificação para a próxima fase da competição, caso bem diferente do ano passado, quando o clube garantiu sua classificação na última rodada da 1º fase, quando bateu o Internacional, por 2x1, no Beira-Rio.