Direção gremista inicia conversas com empresário de Bressan para definir seu futuro no clube

“Ele se cobra muito. Claro que ficou abatido. O treinador conversou com ele, e agora voltou com forças e recuperado. O grupo deu forças ao Bressan", revelou Ramiro.

Por
Compartilhe

Depois de se ver envolvido no lance que determinou a eliminação do Grêmio na Libertadores deste ano, e posteriormente marcado pela torcida, a direção gremista iniciou nesta última terça-feira uma conversa com Bressan e seu representante para definir o futuro do zagueiro no Tricolor.

A portas fechadas, nenhum detalhe da reunião foi repassada à imprensa e a ninguém de fora da direção – até como forma de preservar o próprio jogador e seu valor de mercado. Ao que tudo indica, ele não deverá permanecer no Grêmio em 2019.

Bressan no momento em que o árbitro marca a penalidade a favor do River Plate, pela Libertadores.Bressan no momento em que o árbitro marca a penalidade a favor do River Plate, pela Libertadores.

Depois de alguns dias de folga após a partida diante do River Plate, no último dia 30 de outubro, Bressan voltou ao convívio de seus colegas na última terça-feira – mesmo dia em que juntamente com seu empresário, encontrou-se com o presidente gremista – Romildo Bolzan Junior.

Em conversa formal com os repórteres após o treino desta última quarta-feira, Ramiro – amigo pessoal de Bressan, desde os tempos de Juventude, diz que o zagueiro se cobra muito em relação ao lance, onde ainda o meia diz que o companheiro ficou muito abatido com tudo que aconteceu.

“Ele se cobra muito. Claro que ficou abatido. O treinador conversou com ele, e agora voltou com forças e recuperado. O grupo deu forças ao Bressan. Aqui não tem culpa para A, B ou C. Quando se perde, todos perdem”, declarou o meia.

O inferno astral de Bressan iniciou aos 24 minutos do segundo tempo, quando entrou em campo diante do River Plate, no jogo da volta pelas semifinais da Taça Libertadores, na Arena, no último dia 30 de outubro. No primeiro lance, mesmo sem ainda ter tocado na bola, o zagueiro recebeu um cartão amarelo após se agarrar com Pinola, na área gremista.

Dezessete minutos após o lance do cartão, é que veio o lance fatídico, onde o zagueiro protagonizou o pênalti que eliminou o Tricolor Gaúcho da Libertadores. Na entrada da área, o atacante Scocco chutou sem muita pretensão em direção ao gol defendido por Marcelo Grohe e a bola acabou desviando em Bressan e saindo pela linha de fundo – na hora, os jogadores do River Plate cobraram do árbitro, escanteio; pois nem os jogadores do time argentino haviam visto o toque de mão na bola. Ai que o árbitro de vídeo alertou o árbitro Andrés Cunha, que foi rever o lance na tela na beira do gramado e marcou a penalidade. Como já havia recebido o primeiro cartão amarelo, Bressan acabou sendo expulso da partida no lance.

Mesmo declarando que o zagueiro não tem culpa pelo lance da eliminação gremista na competição sul-americana, o tricolor admite que ele não tem mais ambiente para permanecer no clube.

Em entrevista ao “globoesporte.com”, Romildo Bolzan Junior – presidente do Grêmio, afirmou que irá analisar a situação com bastante cuidado.

“O Grêmio irá avaliar sua situação porque, em determinados momentos, é bom até que dê um novo passo em sua vida, em sua carreira”, declarou o presidente.

Mais sobre: bressan gremio futuro
Comentários