Presidente gremista admite vender Kannemann se algo bom aparecer

Kannemann volta a ser alvo de times da Europa e ainda na Argentina, jogador e presidente do Grêmio falam sobre o tema.

Por
Compartilhe

Após duas propostas do Cagliari serem recusadas pela direção gremista, o próprio zagueiro argentino comentou sobre o assunto, onde Kannemann declarou o seguinte:

“Essas propostas ficam a cargo do meu empresário, é ele quem cuida desses assuntos. Estou focado no Grêmio, focado nas partidas. Eu só jogo, quem cuida desses assuntos que chegam ao clube é o meu empresário. Assim que tiver algo concreto, aí veremos o que fazer”, declarou o zagueiro gremista.

Romildo Bolzan Jr. - Presidente do Grêmio.Romildo Bolzan Jr. - Presidente do Grêmio.

Quem também falou a respeito de uma saída do jogador, foi o presidente Romildo Bolzan Júnior, que admitiu uma possível negociação.

“O nosso atleta teve duas proposta, que nós recusamos. Creio que não houve insistência porque talvez também não tenha contemplado o interesse do jogador. Em relação ao clube, o Grêmio recusou a sua parte. E daí pra frente nada mais aconteceu. Ao mesmo tempo, temos que entender a situação do jogador, que talvez queira fazer o seu grande contrato da sua vida. O Grêmio, em determinado momento, vai ter que compreender que valorizá-lo significa também uma situação importante para a manutenção do plantel e nesse contexto é colocado várias coisas na mesa. A única coisa de concreto no momento é de que desejamos tê-lo nesta temporada. Resolvendo esse aspecto, eu acredito que se terá uma sintonia absoluta nesse sentido, respeitando todos os posicionamentos e principalmente o desejo do jogador. Se um negócio tiver que sair, que seja muito bom para ambas as partes. Dentro desse contexto, você pode examinar, mas fora disso, não vejo a mínima possibilidade”, declarou o mandatário gremista.

Vale lembrar que no final da temporada passada, clube e jogador acertaram um novo vínculo que se estende até dezembro de 2020.

Comentários