Após ter sua saída frustrada para o Santos, Jailson se diz feliz por permanecer no Grêmio, mas não é bem o que dá pra entender em sua entrevista - depois de um papo com o capitão Maicon e com o técnico Renato, o jogador deixa nas entrelinhas marcada a sua frustração por não ver sua transferência concretizada .

Com um acerto encaminhado com o time da "Vila Belmiro" e ver o mesmo ser desfeito por falta de acordo na última hora, fizeram com que o meio-campista permanecesse no Grêmio; pelo menos até o final da temporada, se uma nova proposta não chegar à mesa da direção antes disso. Jailson seria comprado pelo Santos por R$ 12 milhões, porém, os paulistas desistiram na última hora, após terem analisado que não poderiam utilizar o jogador na Libertadores e Copa do Brasil - pontos determinantes na negociação.

Com a sua "não" saída, o meio-campista se reuniu com o capitão gremista e com o técnico Renato, onde ele conta que ficou satisfeito com que ouvi dos comandantes do vestiário.

"Conversei com o professor Renato e também com Maicon, eles me tranqüilizaram e o professor deixou bem claro para mim que não queria que eu saísse. O negócio se tivesse saído, seria bom para mim e para o Grêmio, porém não evoluiu. Eu estou feliz aqui. Tenho uma família dentro do grupo, todo mundo se dá bem. É continuar trabalhando, na frente podem surgir outras propostas e para isso acontecer vou continuar firme e aproveitar as oportunidades aqui no Grêmio", declarou o volante.

Além do bate-papo com o técnico, Jailson também conversou com o capitão do time gremista, que segundo o jogador, disse para pensar em sua família e no que fosse melhor para a sua carreira.

"Conversei por um bom tempo com o Maicon, ele é um cara que me dá muitos conselhos. Ele falou para primeiramente pensar em minha família e depois na minha carreira; no que seria melhor para mim. Se tivesse que ir que fosse de cabeça erguida, porque estava indo para um clube grande. E se ficasse; que tivesse a certeza que os companheiros iriam me abraçar", finalizou o jogador de 22 anos.

Jailson que poderá ter mais oportunidades no segundo semestre no time gremista - devido à saída de Arthur que partiu para o Barcelona, brigará diretamente por uma vaga no time titular com Cícero, para um lugar de volante ao lado de Maicon.