Sem ter ainda a confirmação oficial por parte da direção do Grêmio, que em nome de seu presidente - Romildo Bolzan Júnior, nega qualquer negociação; informações do mercado da bola indicam que o Tricolor Gaúcho encaminhou a contratação do atacante Marinho, que estava no futebol chinês - Changchun Yatai, por R$ 8 milhões nesta última quarta-feira.

Com uma pedida inicial de R$ 11 milhões e com um salário acima dos padrões "tricolores", os representantes do clube gaúcho conseguiram reduzir o valor e com isso estão concluindo a contratação do atacante, que deverá ser anunciado em breve como o mais novo reforço gremista.

No Changchun Yatai, Marinho recebia por mês um salário que girava em torno de R$ 700 mil, já no clube brasileiro o jogador deverá ter um vencimento mensal girando na casa dos R$ 400 mil.

Com 28 anos, o atacante era sonho antigo da direção gremista, que já tentava sua vinda para o clube desde antes do mesmo partir para o futebol asiático, no final do Campeonato Brasileiro de 2016 - quando esse jogava pelo Vitória - da Bahia e também na temporada passada. Marinho teria mais um ano de contrato com o Changchun Yatai, mas o jogador conseguiu juntamente com seu empresário a liberação para voltar ao Brasil.

Na atual temporada, Marinho participou de apenas cinco partidas pelo clube chinês, onde até o momento na atual temporada não marcou nenhum gol. Já na temporada passada, o atacante entrou em campo dezessete vezes, onde marcou apenas três gols com a camisa do Changchun Yatai.