Enfrentando uma maratona de jogos por três competições diferentes simultaneamente, o Grêmio - atual campeão da Libertadores - entrou em campo na Arena para receber o, até então, líder da chave, Cerro Porteño-PAR; a partida válida pela 4ª rodada da fase de grupos teve show de Everton (2x), Jael, Ramiro e Cícero - autores dos gols da noite. Junto dos 44 mil torcedores no estádio, estava a comitiva do técnico da Seleção Brasileira Tite. 

"Chover no molhado" é uma expressão que exemplifica bem o "melhor futebol do Brasil" depois de cada vitória dos comandados de Renato Portaluppi. Além dos gols, perceptível também quando o resultado não vem, o tricolor esbanja coletividade, troca de passes e muito entrosamento dentro e fora de campo. Na partida de ontem foram trocados 511 passes certos entre os jogadores gremistas. No primeiro tempo, até os 20 primeiros minutos, o Grêmio mantinha a troca de passes e viu tentativas ofensivas do Cerro pararem em Marcelo Grohe (que completou mais de 830 minutos sem sofrer gols). Quando encontrou espaço para concluir, se fez valer da confiança e belo momento de Everton para abrir o placar. Depois de mais uma assistência de Jael, o jovem avançou pela área e bateu forte na saída do goleiro.

Três minutos depois, com liberdade de Cortez pela esquerda, saiu o cruzamento na cabeça do baixinho Ramiro para ampliar e praticamente liquidar o jogo, ainda que no primeiro tempo.

Baixinho, Ramiro foi mais alto que a defesa para ampliar.

Na segunda etapa o Grêmio mostrou porque está focado na Libertadores, bastou poucos minutos em campo para ampliar em cobrança de escanteio, com assistência de Geromel e carrinho de Jael para completar. Mesmo com o avantajado resultado, o time segue na mesma intensidade e troca de passes envolventes. 

Completemente abatido pela goleada, o Cerro Porteño não conseguia se livrar da pressão exercída pelo time da casa. Acabou vendo mais chances e gols do tricolor. Com passe magistral de Luan, Everton recebeu na cara do goleiro e deu toque bonito para vencer o adversário e ampliar a goleada.

Grêmio goleou com naturalidade

Mesmo vencendo bem, o técnico Renato Gaúcho fez as três alterações possível com jogadores ofensivos, como Alisson, Thonny Anderson e Cícero, nas vagas de Jael, Ramiro e Maicon. Thonny Anderson teve uma chance defendida pelo arqueiro do Cerro, e Cícero não disperdiçou o escanteio cobrado por Luan e fechou o placar em 5-0.

Curiosamente o Grêmio já havia enfrentado o Cerro, dias atrás, na casa do adversário e não conseguiu sair do Paraguai com a vitória. Agora líder do Grupo 1, a classificação está encaminhada, uma vez, que o Grêmio ainda enfrenta o Monagas fora de casa e o Defensor em Porto Alegre. Apesar da derrota, o Cerro deve confirmar sua classificação, se tiver resultados positivos contra Defensor e Monagas. 

O próximo desafio do Grêmio será no dia 06 de maio, pelo Campeonato Brasileiro, contra o Santos. O Tricolor pega ainda o Goiás no dia 09, pelo jogo da volta da Copa do Brasil e o Inter no dia 12, pelo Brasileirão. Na Libertadores, o Grêmio volta a campo apenas no dia 15 de maio, contra o Monagas, fora de casa. 

Agenda apertadada para Renato Portaluppi. Você acha que o treinador deve poupar jogadores em qual destes jogos?