Um dos jogadores mais promissores do Grêmio ganha status de "inegociável" no clube - falo de Everton, o atacante que começou a brilhar em 2016 quando marcou o gol que encaminhou o título gremista na Copa do Brasil daquele ano, diante do Atlético-MG por 3 a 1. No último ano, na semifinal do Mundial de Clubes contra o Pachuca, do México, Everton mais uma vez levou o Grêmio mais longe, ao marcar o gol que classificou o time a grande final contra o Real Madrid.

Nesta temporada, Everton foi escolhido o craque do Gauchão na campanha do título gremista no estadual. O prêmio conquistado na última segunda-feira, na festa de encerramento do Gauchão-2018, mostra a importância que o jogador de 22 anos tem no elenco do Tricolor. Everton foi um dos grandes responsáveis pelo título gaúcho conquistado pelo Grêmio ao marcar por duas vezes na goleada por 4 a 0 sobre o Brasil de Pelotas, no primeiro jogo das finais do estadual - jogo esse que praticamente encaminhou o time a conquista do Gauchão-2018.

Já pela Libertadores, no meia da última semana, mais uma vez Everton foi eficiente ao marcar um dos gols na goleada por 4 a 0 diante do Monagas, com mais uma atuação de luxo. É exatamente esse protagonismo que levou Everton a amadurecer e conquistar sua titularidade no time comandado por Renato Gaúcho e é nesse amadurecimento que leva a direção gremista a desfrutar ao máximo do rendimento do jogador como peça-fundamental no elenco principal.

Nos bastidores gremistas, Everton aparece como a próxima grande venda do clube, com grande possibilidade de sair ainda em 2018. Entretanto, Romildo Bolzan Júnior - presidente do Grêmio, não tem o mesmo entendimento. Em entrevista ao site globoesporte.com, durante a festa dos "Melhores do Gauchão", ele declarou que não existe a mínima possibilidade do jogador deixar o Tricolor nesta atual temporada, a não ser por uma proposta extraordinariamente lucrativa ao clube e a ele próprio (Everton).

"Nós cuidamos para que a venda de Arthur pudesse nos dar suporte financeiro e ainda de quebra, conseguimos mantê-lo na temporada. Neste ano iremos tirar grandes ganhos esportivos do elenco porque é fundamental ter competitividade. E Everton participa desse processo. Não existe a mínima possibilidade dele sair do clube nesta temporada, a não ser que a proposta seja muito vantajosa para o Grêmio e para ele. O Everton mal despontou em sua carreira que promete ser extraordinária. Ele irá ficar conosco por mais algum tempo para render muitas glórias ao clube", declarou o mandatário gremista.