Após a eliminação precosse da Libertadores da América, ainda na fase preliminar, Renato Portaluppi que não esteve a beira do gramado nesta quarta-feira, diante do Del Valle, pois testou positivo para a COVID-19, pode ter seu futuro no Grêmio definido nesta quinta-feira, conforme deixou transparecer um dos dirigentes do clube em sua coletiva pós-jogo.

O tema aqui citado será debatido pelo Conselho de Administração, presidido por Romildo Bolzan, Marcos Hermann, Cláudio Oderich, Paulo Luz, Duda Kroeff, Guto Peixoto e Adalberto Preis. Destes todos, Bolzan é o que se posiciona sempre a favor da continuidade do treinador, no entanto, os demais integrantes divergem cada vez mais sobre a permanência de Renato a frente da equipe gremista.

Bolzan ainda não sabe se poderá contar com o apoio de Preis e Kroeff, que até a última quarta-feira eram favoráveis ao pensamento do presidente; o certo é que essa quinta-feira será de pressão nos corredores da Arena.

Pressão sobre Renato cresce

De acordo com informações do site "GE" que ouviu pessoas ligadas a esse conselho na madrugada desta quinta-feira, deixaram a sensação de que existe a real possibilidade de uma saída do treinador, algo que só saberemos no decorrer de hoje.

Ainda segundo o site aqui citado, o vice-presidente do Grêmio - Cláudio Oderich declarou na madrugada que avaliações internas ocorrerão nesta quinta-feira, com a "cabeça fria" pelo "sim" ou pelo "não"; o certo é que uma decisão deve ser tomada no decorrer do dia.

"Vamos avaliar de cabeça fria todas as possibilidades. Nada está descartado. Vamos bem avaliar o que é melhor para o Grêmio na sequência do ano de 2021. A permanência, a não permanência. Estamos avaliando tudo, o desempenho dos últimos anos, o futebol, o torcedor, o momento que o país e o futebol vivem. Vamos bem avaliar tudo e decidir aquilo que for melhor para o Grêmio", declarou o dirigente.

Renato no Grêmio

Desde 2016 a frente da equipe gremista, Renato Portaluppi que não esteve a beira do gramado na eliminação da Libertadores 2021, está a mais de quatro ano e meio no cargo, onde é atualmente considerado um dos treinadores da "elite" do futebol brasileiro e o que está a mais tempo no comando técnico de uma equipe no país.

Pelo Grêmio nesta sua última passagem, Renato devolveu as glórias aos gremistas, com a volta dos títulos importantes, bem como: Copa do Brasil (2016), Libertadores (2017), Recopa Sul-Americana (2018), Recopa Gaúcha (2019) e mais três estaduais (2018, 2019 e 2020).

Possíveis nomes em pauta no Grêmio

Em caso de saída de Renato, o nome mais cotado para vir a assumir o comando técnico gremista é de Tiago Nunes, que ganha uma certa força interna nos corredores da Arena.