Há alguns anos sendo frequentemente protagonista nas competições, o Grêmio vem vivendo um momento importante de reconstrução, tanto dentro do campo, quanto fora dele. E, a figura principal deste cenário de mudança é o técnico Renato Portaluppi, que é tido por muitos como o maior ídolo da história tricolor, mas que já não é mais unanimidade no ambiente interno.

Um dos principais pontos de debate entre a diretoria e o técnico tricolor é o investimento em contratação de jogadores para o elenco. Nos primeiros anos da gestão comandada pelo presidente Romildo Bolzan Jr. , a falta de recursos financeiros fez com que as contratações fossem escassas.

Desde a metade de 2016 no clube, Renato Portaluppi tem permanência indefinida para a próxima temporada. (Foto:Reprodução)
Desde a metade de 2016 no clube, Renato Portaluppi tem permanência indefinida para a próxima temporada. (Foto:Reprodução)

Desde os títulos e os seguidos anos de superávit, o Grêmio se estabilizou financeiramente, e o poder de mercado também evoluiu. Entretanto, uma das maiores "críticas" de Renato ao modelo de gestão do clube seriam os baixos investimentos em contratações de jogadores. Mas, o comandante gremista tem razão? Resolvemos investigar e avaliar o quanto o Grêmio gastou em compras e vendas de atletas.

Vale lembrar que, a avaliação leva em conta o início da gestão de Romildo Bolzan, ou seja, desde o ano de 2015. Confira o extrato completo de todos os anos:

Compras e vendas de jogadores no Grêmio desde 2015

2015

COMPRAS VALOR VENDAS VALOR
Maicon R$7 milhões Rhodolfo R$5 milhões
Gabriel R$600 mil Barcos R$8 milhões
Marcelo Moreno R$7 milhões
TOTAL GASTO: R$7,6 milhões TOTAL ARRECADADO: R$21 milhões

2016

COMPRAS VALOR VENDAS VALOR
Wallace Reis R$2,5 milhões Júnior Tavares R$500 mil
Kannemann R$3,8 milhões Wallace R$20,2 milhões (retidos no clube)
Batista R$400 mil Giuliano R$25 milhões
Miller Bolaños R$19,4 milhões
TOTAL GASTO: R$26,1 milhões TOTAL ARRECADADO: R$45,7 milhões


2017

COMPRAS VALOR VENDAS VALOR
Leonardo Gomes R$400 mil Pedro Rocha R$45,2 milhões
Gastón Fernández R$1,5 milhão
Beto da Silva R$1,6 milhão
TOTAL GASTO: R$3,5 milhões TOTAL ARRECADADO: R$45,2 milhões


2018

COMPRAS VALOR VENDAS VALOR
Paulo Miranda R$3,3 milhões Marcelo Grohe R$11,6 milhões
Madson R$2 milhões Arthur R$120 milhões
André R$10 milhões Jailson R$19 milhões
Marinho R$9 milhões Miller Bolaños R$11,7 milhões
TOTAL GASTO: R$ 24,3 milhões TOTAL ARRECADADO: R$ 162,3 milhões


2019

COMPRAS VALOR VENDAS VALOR
Montoya R$1,1 milhão Thonny Anderson R$13 milhões
Felipe Vizeu R$2,1 milhões Tetê R$ 42 milhões
Luciano R$4 milhões Jael R$1,8 milhão
Marinho R$4,5 milhões
Luan R$22 milhões
TOTAL GASTO: R$ 7,2 milhões TOTAL ARRECADADO: R$ 83,3 milhões


2020

COMPRAS VALOR VENDAS VALOR
Vanderlei R$3 milhões Everton R$127 milhões
Orejuela R$692 mil
Caio Henrique R$2,5 milhões
Diogo Barbosa R$10 milhões
Pinares R$8 milhões
Luiz Fernando R$1 milhão
Diego Churín R$9 milhões
TOTAL GASTO: R$34,1 milhões TOTAL ARRECADADO: R$127 milhões

*Alguns valores foram convertidos de moedas estrangeiras para o Real, de acordo com a cotação da época.

Levando em consideração as transações citadas acima, o valor total gasto pelo Grêmio foi de aproximadamente R$102,8 milhões. Em contrapartida, os valores arrecadados com vendas de atletas no mesmo período foi de R$484,5 milhões. Com isso, o saldo positivo nesta situação é de R$381,7 milhões.

Nesta análise, é necessário lembrar de dois pontos: Primeiramente, não foram contabilizadas contratações apenas com o custo salarial, que não por acaso, é o principal método de contratação do clube. Por não exigir custo em contratação, a situação não foi considerada.

Outro ponto importante é em relação as vendas: Não foram contabilizados bônus por gatilhos de contrato, ou variáveis. Essa situação eleva ainda mais as receitas, mas o cálculo realizado foi levando em conta apenas valores concretos e fixos.

Renovação de Renato Portaluppi passa diretamente por reforços

E, novamente, o assunto de reforços e contratações está na pauta para uma possível renovação ou não de Renato com o Grêmio. Segundo especulações, o técnico tem a intenção de permanecer em Porto Alegre, desde que o clube realize entre 3 ou 4 contratações de peso para a próxima temporada.

Caso não seja possível, o destino do treinador deverá ser o Atlético-MG, que já realizou contatos iniciais com Renato, e teria, de acordo com informações do jornalista Diogo Rossi, ouvido respostas positivas, principalmente no campo financeiro. A pedida do treinador teria sido entendida como "viável" pela diretoria do Galo.

Oficialmente, o Grêmio trata o assunto como sigiloso até a data da final da Copa do Brasil, onde o tricolor gaúcho enfrenta o Palmeiras. As finais estão marcadas para os dias 28 de fevereiro e 7 de março de 2021.