Vivendo momento turbulento na temporada e estando às vésperas do duelo de ida contra o São Paulo pela semifinal da Copa do Brasil, o Grêmio já começa a nutrir um pessimismo interno em relação a manutenção de seus principais jogadores para a temporada de 2021.

Recentemente, em entrevista concedida ao programa Cadeira Cativa, Romildo Bolzan Jr, presidente do Grêmio, expôs seu temor em relação à permanência de Pepê, considerado por muitos como o principal banalizador técnico da equipe em 2020, para a próxima temporada. Ainda segundo o mandatário gremista, o jovem ponta esquerda vêm recebendo muitas consultas.

Mandatário gremista expõe temor em relação à permanência de Pepê

"O Pepê é muito consultado. Não sei o que vai acontecer. Eu gostaria de tê-lo por mais tempo, mas será difícil mantê-lo", disse o presidente Romildo Bolzan Jr.

Na última janela de transferências, Pepê sofreu grande assédio de equipes do cenário europeu. O Porto, de Portugal, foi a equipe que demonstrou maior interesse na aquisição do atleta.

Porto demonstrou forte interesse em Pepê

Mesmo com o forte interesse da equipe portuguesa, priorizando a competitividade na prática e pelo fato de, na ocasião, ter vendido o também ponta esquerda Everton Cebolinha para o Benfica, a alta cúpula diretiva do Grêmio preferiu recusar a investida dos portugueses por Pepê.

Conforme apuração com o jornalista Diogo Rossi, a pedido do técnico Sérgio Conceição, o Porto chegou a apresentar uma proposta de 15 milhões de euros para contratar Pepê. Por mais vantajosa que fosse a proposta em âmbito financeiro, o Tricolor Gaúcho acabou recusando-a.

Além do Porto, Zenit e Sevilla observam o jovem atacante

Por mais que não tenha obtido êxito na primeira tentativa, na próxima janela de transferências, que se abrirá em janeiro e se estenderá até fevereiro de 2021, o Porto novamente tentará a contratação de Pepê. Porém, o time português não é a única equipe que almeja contar com o futebol do jovem de 23 anos.

Conforme apuração da reportagem, Zenit, da Rússia, e Sevilla, da Espanha, sondaram recentemente a situação de Pepê para obter conhecimento de qual valor seria preciso desenbolsar para adquirir os serviços do atleta.

Contrato atual de Pepê com o Grêmio

Atualmente, Pepê possui 23 anos e têm contrato em vigência com o Grêmio até o final de 2024. Sua multa rescisória é de, aproximadamente, 150 milhões de euros. Em relação à divisão de seu direito econômico, o Tricolor Gaúcho detém 70%. Os 30% restantes pertencem ao Foz do Iguaçu, do Paraná.