Maior ídolo da instituição, o técnico Renato Portaluppi conviveu com um cenário externo diferente ao longo dos últimos meses.

Pela primeira vez em sua terceira passagem pelo Clube, Renato sofreu grande pressão externa

Unanimidade desde a sua chegada em 2016, e sendo um dos principais responsáveis por recolocar o Grêmio no caminho das glórias e conquistas, o técnico gremista, durante o período de más atuações da equipe, acabou sofrendo grande pressão da torcida, com algumas partes pedindo até mesmo sua demissão.

Mesmo com o momento turbulento que o time estava passando dentro de campo, em suas entrevistas coletivas, o técnico sempre passava confiança e respaldo ao elenco. Além de confiar no grupo de jogadores, Renato prometeu que a equipe iria "decolar" - como, mais tarde, veio a decolar.

Vivendo excelente sequência, com oito triunfos consecutivos, sendo quatro pela Copa do Brasil e outras quatro vitórias pelo Campeonato Brasileiro, a direção gremista já começa a arquitetar o planejamento para o ano de 2021, passando necessariamente pelo seu comandante.

Grêmio amplia o contrato de Renato Portaluppi até fevereiro de 2021

Projetando o término das competições de 2020, o Grêmio acertou a renovação de contrato com o técnico, e ídolo, Renato Portaluppi até o final de fevereiro de 2021, data em que se encerra as competições da atual temporada.

O Presidente Romildo Bolzan Jr, em entrevista concedida ao programa "Cadeira Cativa", na noite da última quinta-feira, confirmou a ampliação contratual com o técnico gremista, que tinha vínculo com a instituição até o dia 20 de janeiro.

No comando da equipe desde setembro de 2016, em sua terceira passagem pelo clube, Renato Portaluppi já conquistou a Copa do Brasil, Libertadores da América, Recopa Sul-americana e Gaúcha, além do tricampeonato regional.