GP do Canada 2022: 3 pilotos para ficar de olho

O GP do Canada acontece nesse domingo, dia 19 de junho e promete muitas emoções e talvez até grandes surpresas. O prêmio ficou parado por quase três anos devido aos acontecimentos mundiais e volta com tudo, inclusive o famoso e temido Muro dos Campeões.

Em 2019, última edição do GP do Canada, Lewis Hamilton foi o grande vencedor mas, será que acontecerá o mesmo na versão desse ano? O grid de largada F1 Canada 2022 com certeza possui vários pontos que podem mudar esse cenário.

Canadian_Grand_Prix

O GP do Canada é uma das competições de F1 mais emocionantes. O circuito de Montreal também conta com uma parte que pode fazer, e já fez muitas vezes, toda a diferença nos resultados da prova. O conhecido Muro dos Campeões já deixou campeões para trás (daí o nome).

Damon Hill, Michael Schumacher e Jacques Villeneuve já perderam provas devido à ele e por isso, a experiência conta muito nesse circuito. Então, quais são alguns dos melhores pilotos que estarão no grid de largada F1 Canada 2022?

3 pilotos para ficar de olho

Apesar de termos o grande campeão Lewis Hamilton participando da prova, ele talvez não esteja tão disposto e forte como de costume. Isso porque Hamilton teve alguns problemas em suas costas durante o GP do Azerbaijão que aconteceu no domingo, 12 de junho.

Sem muito tempo para se recuperar, o campeão do último GP do Canada participará da prova mas talvez terá sua potência reduzida. Por isso, outros pilotos podem se destacar ainda mais na prova.

Charles Leclerc

Um dos pilotos mais esperados também é um que acaba de cometer um erro. É aí que percebemos quão imprevisível a Fórmula 1 pode ser.

Devido à problemas no motor, Leclerc deve que abandonar a terceira corrida do GP do Azerbaijão e assim, poderá sofrer uma penalidade no GP do Canada.

Por já ter utilizado três turbocompressores em seu carro, o piloto pode ser penalizado caso necessite substituí-lo novamente, o que provavelmente irá acontecer. A triste notícia para o terceiro lugar do GP do Canada de 2019 é que sua largada poderia ser bem distante do primeiro lugar, no décimo.

Apesar disso, Leclerc e a Ferrari estão lutando para que o piloto consiga não só um bom lugar na competição mas também a vitória. Ele conhece a pista e hoje tem um carro mais veloz do que o colocou no pódio em 2019.

Fernando Alonso

Alonso é um dos principais nomes quando se fala em GP do Canada. O espanhol ficou em sétimo lugar no GP do Azerbaijão mas sua experiência vale e muito para o torneio desse fim de semana.

O sétimo lugar porém não pode ser levado como algo tão ruim. Ele conseguiu terminar seus últimos três GPs entre os 10 melhores e a cada um parece que vem se recuperando em tempo e destreza.

O espanhol é bicampeão mundial de Fórmula 1 e possui ótimos resultados quando se fala do GP do Canadá. É possível lembrar que em 2006 o piloto havia conseguido uma marca em sua carreira, exatamente nessa competição, ele conseguiu estar em seu 15º pódio seguido.

Se espera que Alonso faça uma ótima prova e que consiga estar entre os primeiros, até porque seus adversários Hamilton e Leclerc possuirem desafios próprios nas provas.

Daniel Ricciardo

Daniel Ricciardo é um dos pilotos que se deve ficar de olho para o GP do Canadá. O piloto da McLaren ficou em oitavo lugar no GP do Azerbaijão e conseguiu chamar a atenção por isso. Ele está com problemas dentro de sua própria equipe mas mostra que isso só lhe dá mais força para vencer.

O australiano está não só lutando pelo pódio como também pela sua posição junto a McLauren.

Esses três pilotos lutam para se apresentar de maneira extremamente perfeita na competição, cada um tendo seu motivo próprio que muitas vezes está não só na competição em si mas também nos desafios vistos ao longo do ano.

O GP do Canadá acontece no dia 19 mas será possível acompanhar os treinos livres na sexta-feira, 17 de junho e também no sábado, 18 de junho. A classificação também acontece no dia 18 de junho, onde já será possível ver muito dos pilotos e de seus carros.

O princípio de que o jornalismo deva ser ensinado e que não é racional deixar que o jornalista se forme por si mesmo.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.