Independiente elimina o Libertad e está na final da Copa Sul-Americana

Independiente consegue a virada na garra, na camisa e com o apoio de sua torcida fanática.

Por
Compartilhe

O maior vencedor da história da Libertadores da América está na final da Copa Sul-Americana. Após perder a primeira partida fora de casa pelo placar de 1 a 0, o Independiente, da Argentina reverteu o resultado, ao derrotar o Libertad, do Paraguai, por 3 a 1, no estádio Libertadores de América, em Avellaneda, região metropolitana de Buenos Aires.

Agora o time argentino aguarda o vencedor de Flamengo x Junior Barranquilla para fazer os jogos das finais, que estão marcados para os dias 06 e 13 de dezembro.

Junior Barranquilla e Flamengo se enfrentam nesta quinta-feira, em Barranquilla, na Colômbia. No jogo de ida, na última semana, o Flamengo venceu a partida de virada pelo placar de 2 a 1, com esse resultado o time brasileiro sai do Brasil precisando apenas empatar o jogo para chegar a grande final e se conseguir, decidirá a Copa em casa, no Rio de Janeiro.

Independiente está na final.Independiente está na final.

O jogo:

Jogando em seus domínios, o Independiente fez valer toda a mística de sua camisa em um torneio de mata-mata, além desse fator, o time argentino contou com o apoio de seus torcedores, que estavam cientes da necessidade de ajudar a equipe rumo a uma virada histórica e assim fizeram, com muita cantoria, papeis picados, sinalizadores e fogos, o primeiro gol saiu de uma cobrança de pênalti, aos 15 minutos do primeiro tempo, com Barco.

Dois minutos depois, a vantagem já era do time argentino, com o segundo gol do Independiente, agora marcado por Gigliotti. Mas a partida não foi essa moleza toda não, os paraguaios estava dispostos a estragar a festa argentina e resolveram reagir. Aos 24 minutos, Cardozo Lucena invadiu a área e descontou para o Libertad, calando o estádio. Com 2 a 1, o Libertad se classificava.

O alívio argentino só veio aos 30 minutos da primeira etapa, com Gigliotti novamente, que venceu a marcação paraguaia e com um tiro forte venceu o goleiro adversário, determinando o placar – 3 a 1.

Jogadores comemoram a classificação do Independiente.Jogadores comemoram a classificação do Independiente.

Se o primeiro tempo foi “louco”, o segundo tempo foi de tensão para os torcedores argentinos, que viram o Libertad atacar a todo o momento, mas sem muita efetividade em direção ao gol do Independiente e assim, na camisa, na raça e no grito conseguiu pela segunda vez chegar à final da Copa Sul-Americana.

Comentários