É hoje que conheceremos o grande craque da temporada europeia. Em evento nesta segunda-feira, às 15h30 - horário de Brasília, a FIFA anunciará diretamente do "London Palladium" na capital inglesa, a premiação do melhor jogador do ano, o "The Best". Concorrem ao prêmio, Lionel Messi, Neymar e Cristiano Ronaldo - o grande favorito a levar a premiação nesta tarde.

Este será o primeiro ano que a FIFA levará em consideração toda a temporada europeia, ou seja, de agosto de 2016 a julho de 2017 e não mais um ano corrido como era feito até então - com isso, o grande favorito a levar a premiação, é mais uma vez o atacante português do Real Madrid, que poderá se igualar a Messi com cinco conquistas.

Com o novo modo de definição por parte da FIFA, contam a favor de Cristiano Ronaldo os dois títulos conquistados por ele na temporada passada - Campeonato Espanhol e Liga dos Campeões. Além de ele ter sido fundamental na reta final nas duas conquistas, CR7 também terminou a temporada com 60 gols em 60 partidas, incluindo os compromissos pela seleção portuguesa.

Por outro lado, Messi concorre à altura se formos comparar em nível de exibições e números - com 60 gols em 61 partidas pelo Barcelona e Argentina, Messi conquistou na última temporada a Copa do Rei, o que deverá ser determinante na escolha dos jurados.

O mesmo raciocínio vale para o atacante brasileiro Neymar, que levou o "ouro olímpico" com a seleção brasileira nos jogos do Rio de Janeiro, no ano passado, mas que marcou apenas 30 gols em 62 partidas, se tornando assim, o grande azarão da premiação da FIFA.

Além do melhor jogador, também será conhecida a melhor jogadora da temporada. A FIFA também premiará outras categorias, como:

- Melhor goleiro - Buffon, Navas ou Neuer;
- Melhor treinador masculino - Allegri, Conte ou Zidane;
- Melhor treinador feminino - Precheur, Wiegman ou Nielsen;
- Puskás - Castellanos, Giroud ou Masuluke;
- Melhor torcida - Borussia Dortmund, Celtic ou Copenhague;
- Seleção do ano.