Na quinta-posição das eliminatórias e atualmente na repescagem para a Copa do Mundo, a Argentina entre em campo nesta quinta-feira para decidir se vai ou se fica. A equipe tem ainda duas partidas das Eliminatórias Sul-Americanas.

A Seleção da Argentina recebe hoje em "La Bombonera" às 20h30, a Seleção do Peru, rodada válida pela penúltima rodada das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018. O time precisa vencer a qualquer custo. Somando 24 pontos até agora, os argentinos não vencem há três jogos e, portanto, necessitam de uma vitória nesta noite para sonhar com a classificação direta para os jogos da Rússia em 2018. 

Apostando tudo nesses dois últimos jogos, a AFA decidiu tirar o jogo do Monumental de Núñez e levá-lo para o caldeirão da Bombonera, acreditando na aproximação e na força de sua torcida.

Em entrevista coletiva na última quarta-feira, Jorge Sampaoli, treinador da seleção Argentina, disse que o jogo desta quinta-feira será o jogo da vida dos Argentinos, uma vez que é o último jogo em casa.

"Iremos para uma batalha, para um grande jogo, para o jogo de nossas vidas na competição e estamos empolgados, sabendo da necessidade e do que precisamos fazer em campo. A Argentina tem plenas condições de se impor diante de sua torcida na última partida em casa", declarou Sampaoli.

Em contrapartida, o também argentino Ricardo Gareca, treinador do Peru, se diz tranquilo, mesmo com a pressão que irão sofrer.

"O futebol hoje está muito globalizado e os atletas sabem que a disputa é dentro do campo, onze contra onze. Não existem mais intimidações e meus jogadores estão bem preparados para este confronto. Ninguém mais se intimida na casa xeneize", declarou o treinador do Peru.

Pelo regulamento das Eliminatórias Sul-Americanas, somente os quatro primeiros colocados ao fim da competição se classificam diretamente para a Copa do Mundo. O quinto colocado tem que disputar uma partida extra - também conhecida como repescagem contra o ganhador das eliminatórias da Oceania.