Um encontro pra lá de especial aconteceu nesta última quarta-feira, onde o presidente da CBF - Rogério Caboclo e o presidente da FIFA - Gianni Infantino foram de encontro ao Presidente da República - Jair Bolsonaro, em Brasília.

No encontro com o Presidente do Brasil, Infantino não teve meias palavras e mesmo sabedor da torcida de Bolsonaro pelo Palmeiras, o presidente da FIFA voltou a afirmar que a entidade máxima do futebol não reconhece os títulos mundiais de Palmeiras e Fluminense.

A declaração de Gianni Infantino foi feita logo após o almoço entre as autoridades presentes, no Palácio do Planalto. O presidente da FIFA disse ser complicado para a entidade reconhecer as Copas do Rio de 1951 e 1952, como títulos mundiais e a possibilidade da FIFA mudar de ideia é praticamente nula.

"Não, isso é praticamente impossível. Já decidimos que são campeãs do mundo as equipes campeãs a partir de 1960. Os demais creio, no Brasil, e falamos também disso com o presidente da república. As pessoas tem que olhar para o futuro, não para o passado", declarou o mandatário da FIFA.

Ao ser questionado se esse foi o tema da conversa com o Presidente do Brasil (torcedor declarado do Palmeiras), Infantino declarou que dessa vez não. Em tom de brincadeira o presidente da FIFA disse que esse será o tema de um segundo encontro com Bolsonaro. E para finalizar, ele disse que o mandatário do Brasil é bom no futebol. "Ele é muito melhor que eu no futebol. Na próxima vamos marcar uma partida", encerrou.