Brasil está fora da FIFA eNations Cup, diz porta-voz da entidade

O nosso país está fora do torneio virtual de seleções por a CBF possui parceria com a Konami – desenvolvedora do game de futebol conhecido por “PES” e concorrente da EA Sports, empresa desenvolvedora do game de futebol “FIFA”.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Pentacampeão dentro dos gramados e participante até 2018 de todas as edições da Copa do Mundo, o Brasil sempre esteve presente nos "Campeonatos Mundiais", já isso não da mais para dizer no "mundo-virtual", onde o nosso país não terá representante na primeira "FIFA eNations Cup" - a Copa do Mundo de FIFA 19.

A FIFA, organizadora do campeonato virtual, garantiu ao site "SporTV" que o Brasil não será um dos 16 convidados para a disputa. De acordo com a entidade máxima do futebol mundial, serão chamados os "16 países mais avançados no game FIFA", com o torneio sendo realizado entre os dias 13 e 14 de abril, sem local ainda definido.

Brasil não terá representante no primeiro mundial de seleções da e-sport, organizado pela FIFA.Brasil não terá representante no primeiro mundial de seleções da e-sport, organizado pela FIFA.

Através de uma nota enviada por um de seus porta-vozes, a FIFA deu a seguinte declaração ao site acima citado:

"Podemos confirmar que o Brasil não será um dos países competindo na primeira FIFA eNations Cup. Como primeiro ano de competição e ainda incluída na temporada do FIFA 19, a entidade tomou a decisão de convidar os 16 países mais avançados no game para participar da edição inaugural. Para frente, a FIFA irá continuar a trabalhar com as associações-membros para crescer e desenvolver o futebol virtual nos seus respectivos países, assim como explorar alternativas para associações-membros se classificarem para futuras edições da FIFA eNations Cup", declarou a entidade.

As chances de participação do Brasil nessa competição já eram praticamente mínimas, uma vez que a Confederação Brasileira de Futebol - CBF possui parceria com a Konami - desenvolvedora do game de futebol conhecido por "PES" e concorrente da EA Sports, empresa desenvolvedora do game de futebol "FIFA". Só por esse acordo, seria muito complicado qualquer tipo de aproximação da entidade brasileira com a série "FIFA", visto a rivalidade comercial entre as duas companhias desenvolvedoras desses jogos.

Só para ressaltar, o "e-Brasileirão" - competição essa oficial do eSports da CBF é disputado no Pro Evolution Soccer-19, onde na franquia da Konami todos os 20 clubes da "Série A" do Campeonato Brasileiro aparecem com uniformes e escudos licenciados.

No fim da história, quem perde com isso são os "gamers brasileiros", visto que o nosso país tem um histórico positivo no simulador da EA Sports, como por exemplo, o carioca Thiago Carriço, que foi o primeiro campeão mundial de FIFA, em 2004. Além disso, vale lembrar que o Rio de Janeiro foi sede "Mundial de FIFA" em 2014, no mesmo ano em que nosso país sediou o torneio de seleções organizado pela entidade máxima do futebol mundial.

 

Mais sobre: fifa e-sports brasil
Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal