Odair Hellmann - treinador revelação do Campeonato Brasileiro-2018 (pelo técnico da Seleção Brasileira) está com a bola toda. Tite em entrevista coletiva nesta última terça-feira, falou que observou bem os jogos e as movimentações neste Brasileirão e deixou sua avaliação técnica em relação ao treinador "revelação" da Série A, nesta temporada: Odair Hellmann.

"Tem que se ter critérios. Pelo critério de início, meio e fim, Odair. Dou o critério ao técnico do Internacional", declarou Tite em coletiva de imprensa na Granja Comary, no Rio de Janeiro.

Em um curso em Teresópolis, para conseguir a licença "Pró da CBF", o comandante técnico da Seleção Brasileira ao ser questionado sobre os motivos dos treinadores brasileiros não terem espaços nas principais competições da "Europa", foi objetivo quanto a sua resposta.

"Não sei te responder. Essa é uma resposta contextual. O que posso falar a respeito é que temos que buscar o momento que cada um vive. Estar técnico do Corinthians, do Palmeiras, da Seleção. O importante é crescer individualmente. Se tu for capaz de trabalhar em outros centros, ótimo. Se não, que sirva para o desenvolvimento do futebol brasileiro", destacou.

Para o futuro presidente da Confederação Brasileira de Futebol - CBF, Rogério Caboclo, a entidade máxima do futebol no "Velho Continente", também conhecida por UEFA, já reconhece a qualidade do curso para treinadores oferecido pela entidade brasileira. Para conseguir uma licença nas principais ligas da Europa, de acordo com o mandatário, é preciso ter a licença "Pró" da CBF e mais de cinco anos de atuação na primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

Além de Tite, também estavam presentes no curso oferecido pela CBF, treinadores como Dunga, Jorginho, Ney Franco, Thiago Larghi, Jair Ventura, Mauricio Barbieri, Zé Ricardo e Mano Menezes. O curso "Pró" de treinadores se iniciou nesta última terça-feira, na Granja Comary, em Teresópolis e vai até o dia 14 de dezembro - o curso em questão dá aos treinadores brasileiros a autorização necessária para comandar clubes da Série A do Brasileirão em 2019. A CBF passará a exigir essa licença no futuro para trabalhar na elite do futebol nacional.

O treinador Renato Portaluppi, do Grêmio, também estava inscrito, mas não compareceu - assim sendo, terá que esperar por uma nova oportunidade para realizar o curso.

A CBF oferece quatro níveis de licenças em seus cursos da Academy, são eles:

Licença C: permite o treinador a atuar em escolas de futebol;

Licença B: permite o profissional a atuar em categorias de base;

Licença A: para profissionais que querem comandar equipes profissionais;

Licença Pró: para profissionais que atuam ou desejam atuar no futebol, em equipes profissionais, como técnico, em práticas competentes e atualizada cientificamente.