Calendário Brasileiro de Futebol só deverá sofrer ajustes em 2021

O calendário do futebol brasileiro já é tema de discussões a anos, sendo que temos o calendário mais apertado do futebol e onde os clubes jogam mais vezes.

Por
Compartilhe

Com duas edições da Copa América a ser disputadas nos próximos anos, o calendário do futebol brasileiro mais uma vez irá prejudicar alguns times que disputam as competições nacionais. A promessa de ajustes em nosso calendário de futebol deverá ficar somente para 2021, como apontam as previsões.

O futebol brasileiro tem o calendário mais apertados de todos.O futebol brasileiro tem o calendário mais apertados de todos.

Com a disputa da Copa América em 2019 no Brasil, ali já prejudicará algumas equipes brasileiras – se bem que durante a mesma, a principal competição nacional será paralisada no mesmo período. Mas em 2020, não existe nada em relação a isso. Sem sede ainda definida, sabemos que a Conmebol irá realizar mais uma competição de seleções em 2020 para assim adequar a competição com o torneiro disputado pelas seleções da Europa (a Eurocopa).

Com tanta disputa, fica claro que o calendário brasileiro de futebol não irá sofrer qualquer tipo de alteração na próxima temporada – visto que até o momento nada foi falado a respeito. O Brasileirão e a Copa do Brasil, como já declaramos na matéria, sofrerão um paralisação durante a Copa América do ano que vem, mas não em relação a “datas FIFA”.

De acordo com o site “globoesporte.com”, o mesmo foi atrás de informações e eis que a Confederação Brasileira de Futebol – CBF informou que continua a buscar uma solução para o calendário do futebol nacional.

Já na última convocação de Tite, para os amistosos da Seleção Brasileira, o coordenador de seleções – Edu Gaspar deixou escapar por alto alguma informação sobre a provável mudança no calendário brasileiro a partir de 2020.

“A CBF está propondo para a Conmebol, uma ideia que os times brasileiros não sejam mais prejudicados e todos estão colaborando para que isso já ocorra em 2020 e assim possamos evitar que haja jogos em datas “FIFA””, declarou ele em entrevista coletiva.

O calendário do futebol brasileiro já é tema de discussões a anos, sendo que temos o calendário mais apertado do futebol e onde os clubes jogam mais vezes. Se formos comparar com equipes do “Velho Continente” veremos que é um absurdo: o Flamengo em 2017 disputou 84 jogos, já o Grêmio, 79 partidas; em quanto isso, Real Madrid e Manchester City na mesma temporada disputaram 64 e 62 jogos, respectivamente.

E na grande maioria das vezes, em virtude do nosso calendário ser muito apertado, é que a CBF não interrompe as competições em “datas-FIFA”, obrigando os clubes a disputarem partidas decisivas sem a presença de seus melhores atletas.

Comentários