A UEFA estuda seguir o mesmo caminho que a Confederação Brasileira de Futebol - CBF tomou em relação à Copa do Brasil - estou falando a respeito do gol "qualificado". Os dirigentes da maior entidade futebolística da Europa estão analisando a possibilidade de abolir a regra em suas competições.

A informação foi repassada pelo secretário-geral da entidade - Giorgio Machetti, que declarou o seguinte:

"Os treinadores não consideram que marcar gols fora de casa já não seja tão complicado como no passado e acreditam que o regulamento deva ser revisto", declarou.

Se realmente a UEFA abolir o gol qualificado de suas competições, os jogos de mata-mata que terminarem empatados ao final dos 180 minutos, poderão ter uma prorrogação com uma substituição a mais para cada equipe neste tempo.

Outra medida que também está sendo estudada pela UEFA e foi pedido pelos treinadores e dirigentes dos clubes do "Velho Continente" é o término de uma das janelas de transferências, ou seja, eles querem uma única abertura do mercado de transferências no futebol da Europa - isso valeria para todas as ligas.

A primeira reunião da entidade máxima do futebol no Velho Continente ocorreu nesta última terça-feira, em Nyon - sede da UEFA, onde outras várias reuniões irão ocorrer para discutir sobre o assunto.

Na reunião desta semana estavam presentes os técnicos do Manchester United (José Mourinho), Juventus (Massimiliano Allegri), Napoli (Carlos Ancelotti), Arsenal (Unai Emery), Shakhtar Donetsk (Paulo Fonseca), Real Madrid (Julen Lopetegui) e do Paris Saint-Germain (Thomas Tuchel), além do presidente e dos coordenadores técnicos da UEFA.