O fim do empréstimo no futebol pode se tornar uma realidade

Em reuniões nos últimos meses, entidades como a ECA e a FIFPro discutiram sobre o tema, na sede da FIFA.

Por
Compartilhe

A FIFA poderá vir a acabar com os “empréstimos” entre os clubes – modalidade que foi criada com o objetivo de dar minutos de jogo a atletas que não tinham espaço em seus clubes formadores e que passou segundo a maior entidade do futebol mundial, a ser algo danoso ao esporte, sendo na maioria dos casos, dispendioso aos clubes que recebem tais jogadores, transformando-se em uma verdadeira vitrine, que tem como objetivo gerar benefícios financeiros ao clube detentor dos direitos do jogador em uma possível venda no futuro. Exemplo disso é a Juventus, que possui 41 atletas emprestados na atual temporada, seguido pelo Chelsea, que emprestou 22 jogadores.

Para a FIFA esse tipo de negócio passou a se tornar alvo de especulações, o que prejudica a principal utilidade do empréstimo. A matéria que traz essa informação foi publicada pela revista francesa “France Football”.

Ainda de acordo com a publicação, a FIFA já vem estudando há meses – com reuniões e conselhos a possibilidade de acabar com os empréstimos, proposta essa que será repassada ao Comitê Executivo da entidade, na próxima reunião, em outubro, em Zurique, na Suiça.

Nos últimos meses, várias personalidades do futebol se reuniram em Zurique, na sede da FIFA, para discutirem o fim dos empréstimos de jogadores – estiveram presentes nessas reuniões, personalidades como o vice-presidente da FIFA, Victor Montagliani e representantes da FIFPro, da ECA – Associação de Clubes Europeus; além destas, também estava presente os ex-jogadores Cafu, Van Basten e Zvonimir Boban.

Sede da FIFA em Zurique, na Suiça.Sede da FIFA em Zurique, na Suiça.

Vale lembrar que recentemente foram aprovadas medidas que mudam o mercado de transferências, com o fechamento do mercado mais cedo. Itália e Inglaterra já aprovaram tal medida.

 

Mais sobre: fifa emprestimo clubes
Comentários