FIFA mantém suspensão a Marco Polo Del Nero

Del Nero é acusado por sete crimes pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Por
Compartilhe

Conforme noticiamos na última semana, a punição imposta pela FIFA a Marco Polo Del Nero foi mais uma vez ampliada e com isso o “presidente afastado” da Confederação Brasileira de Futebol, fica suspenso de todas as atividades relacionadas ao futebol até o dia 30 de abril.

Durante esse período, a entidade máxima do futebol mundial poderá anunciar uma pena em definitivo ou arquivar o caso envolvendo Del Nero, que é investigado pelo Comitê de Ética da FIFA desde dezembro de 2015. O presidente da CBF – suspenso, é acusado em sete crimes pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Sabedor de tal punição, o cartola agiu rápido e articulou junto a sua base, o seu substituto na presidência da CBF. Marco Polo Del Nero apresentou Rogério Caboclo como candidato único em uma eleição que poderá ser marcada a qualquer hora, sendo escolhida uma data aleatória dentro do mês de abril de 2018 a abril de 2019.

A FIFA suspendeu o presidente da CBF embasado em evidências que foram apresentadas em um julgamento de José Maria Marin – seu antecessor na presidência da CBF, junto ao Tribunal Federal do Brooklin, em Nova York, no final do ano passado. Marco Polo Del Nero foi delatado por pessoas próximas ao caso e também por réus confessos. O nome do presidente afastado da CBF aparece em planilhas e conversas telefônicas interceptadas por autoridades norte-americanas.

Del Nero está à frente da CBF desde abril de 2015 e durante esse período representou a entidade brasileira de futebol em apenas uma viagem internacional – estando ele presente quando Marín foi preso em Zurique, na Suíça. Depois disso nunca mais saiu do país.

Marco Polo Del Nero.Marco Polo Del Nero.

Comentários