"Preteou o olho da gateada", como se diz aqui no Sul para o futebol paulista e mineiro. Sim, ambos os estados em bandeira roxa por conta da pandemia do Coronavírus; o duelo entre São Bento e Palmeiras - válido pelo Paulistão 2021, marcado para ser realizado nesta quarta-feira, no estádio Independência - Belo Horizonte, está ameaçado; mas por quê?

Simples, porque o governo mineiro, assim como o paulista decretou bandeira roxa em todo o estado, anunciando tal medida na manhã desta terça-feira, proibindo a realização de jogos de times de fora do estado em Minas Gerais, onde de quebra, ainda irá avaliar se dará seguimento ao Campeonato Mineiro 2021.

Na "Onda Roxa" do Minas Consciente, programa esse de enfrentamento à COVID-19, Romeu Zema (governador do estado) decretou medidas mais duras para tentar conter o avanço da pandemia; medidas essas válidas por 15 dias.

Veja o que declarou o governador mineiro sobre receber os jogos do Paulistão 2021 em seu estado:

"Seria muito incoerente a gente tomar uma medida tão dura e tão restritiva, como essa que estamos tomando no estado, e permitir que jogos de outros estados fossem realizados aqui em Minas Gerais".

Além do jogo entre São Bento x Palmeiras (pelo Paulistão), outros dois jogos válidos pela Copa do Brasil estavam marcados para ocorrer em Minas Gerais a partir desta quarta-feira: Marília x Criciúma e Palmas x Avaí.

Campeonato Mineiro

Sobre a continuidade do campeonato estadual, o governo irá avaliar em uma reunião com a Federação Mineira de Futebol se permite sua continuidade ou não, mas o Secretário da Saúde do estado indica que o mesmo seja neste momento paralisado; assim como ocorre em São Paulo.

A reunião entre as partes aqui envolvidas irá ocorrer nesta terça-feira, onde a FMF procurada pelo site "GE" confirmou a mesma e disse que irá acatar a decisão a ser tomada pelo Governo de Minas Gerais.