Assim como já o fez com suas transmissões da Libertadores da América, a Rede Globo poderá deixar de transmitir a Fórmula 1 a partir de 2021. Sim, a gigante da TV brasileira pode estar abrindo mão de levar a telinha as corridas dominicais da F1 a partir da próxima temporada.

Segundo informações publicadas em vários sites esportivos na última quinta (27) e nesta manhã de sexta-feira, a emissora carioca desistiu de comprar os direitos de transmissão da maior categoria do automobilismo. Sem acordo com a Liberty Media - grupo detentor dos direitos comerciais da Fórmula 1, a categoria pode estar perdendo um dos únicos canais abertos a transmitir a F1 no mundo.

Ainda de acordo com matéria publicada pelo site Terra, a decisão de não renovar com a categoria para 2021 já estava decidida pela cúpula da emissora antes mesmo da paralisação do esporte por conta do novo Coronavírus, e essa situação só mudaria se a Liberty Media apresentasse uma nova proposta financeira que agradasse a Globo - que também já cortou contratos com a Conmebol e com a FIFA (no futebol) e está seguindo assim para outros contratos altamente dispendiosos em outras áreas - inclusive artística.

Para a temporada 2020, a emissora em questão conseguiu comercializar apenas cinco de suas seis cotas de patrocínio.

Tirando a primeira corrida da F1 que fora transmitida ao Brasil pela Record, em 1970 (o GP da Inglaterra) e o ano inteiro de 1980 (transmitido exclusivamente pela Bandeirantes), a Globo em sua grandes maioria desde então foi parceira da Fórmula 1 até os dias de hoje em nosso país.

Vale lembrar que neste final de semana a Fórmula chega a sua sexta etapa na temporada 2020 - com o GP da Bélgica, em Spa-Francochamps, com transmissão ao vivo pela Globo neste domingo, às 10h10.