Está confirmado! Brasil, Canadá, Estados Unidos e México não farão parte do calendário 2020 da Fórmula 1. A informação foi divulgada pela agência de notícias "Reuters", onde o diário informou nesta sexta-feira que os organizadores da categoria cancelaram todas as provas previstas para as "Américas" neste ano.

A causa do cancelamento envolve a pandemia que ainda atinge o mundo inteiro e segue avançando forte na América - do Sul, Central e do Norte. Nesta mesma tomada, os organizadores confirmaram os GPs de Ímola (Itália), Nurburgring (Alemanha) e Portimão (Portugal), ou seja, mais três provas para o calendário reformulado da F1 2020, que até aqui já conta com três corridas completadas (duas em Spielberg - Áustria e uma em Hungaroring - Hungria).

Nos dias 02 e 09 de agosto a F1 vai até Silverstone - na Inglaterra, para mais dois grandes prêmios a serem realizados na Europa. Além desses e dos recentemente confirmados, a Liberty - organizadora da categoria deverá nas próximas semanas anunciar os GPs: do Barein e Abu Dhabi - nos Emirados Árabes, previamente marcados para os dias 15 e 18 de dezembro.

O calendário da Fórmula 1 em 2020 prevê de 15 a 18 provas, tendo até agora 13 já confirmadas.

Além dos GPs que seriam realizados nas "Américas", outros 7 já haviam sido suspensos por conta da COVID-19; são eles: Austrália, Azerbaijão, Cingapura, França, Holanda, Monaco e Japão.

Chase Carey, diretor-geral da Fórmula 1
Chase Carey, diretor-geral da Fórmula 1

Confira abaixo a nota divulgada pela Liberty

"Dada a natureza fluida da atual pandemia de Covid-19, restrições locais e a importância de manter as comunidades e os nossos colegas seguros, não será possível correr no Brasil, no México, nos EUA e no Canadá nesta temporada", afirmou.