Após um dos piores inícios de temporada na Fórmula 1 por parte da Ferrari, a escuderia italiana anunciou nesta última terça-feira uma revisão na estrutura organizacional da equipe.

De acordo com uma nota divulgada pela Ferrari, a mesma tem como objetivo desta ação, tornar mais eficiente o desenvolvimento do desempenho do seu monoposto para a sequência da competição e entre as principais novidades da nova estrutura organizacional, estará a criação de uma nova área - denominada de "Performance Development", que terá como encarregado, Enrico Cardile - antigo líder da aerodinâmica da escuderia na época de Michael Schumacher.

Já os demais setores da equipe seguem da mesma forma, ou seja, Enrico Gualtieri segue como chefe da unidade de potência, Laurent Mekies como diretor de esportes e responsável pelas atividades de pista e Simone Resta como líder da área de engenharia de chassis.

Veja abaixo o que disso o chefe da equipe Ferrari sobre essas novas medidas:

"Estamos convencidos de que o valor do pessoal da Ferrari é de um nível muito alto, mais tivemos que intervir para elevar o nível de responsabilidade dos líderes de cada área. Começamos a lançar as bases de um processo que deve nos levar a construir um novo ciclo de vitórias", disse Mattia Binotto - chefe da equipe italiana na F1.

Vale lembrar que nestas três primeiras provas da temporada 2020 da Fórmula 1, a escuderia italiana marcou apenas 27 pontos, estando bem atrás da Racing Point - com 40 pontos, McLaren - com 41 pontos, RedBull Racing - com 55 pontos e Mercedes - com 121 pontos.