Ele está de volta! A Renault confirmou nesta manhã de quarta-feira o retorno de Fernando Alonso para a escuderia e consequentemente para a Fórmula 1 em 2021. Depois de 11 anos longe da equipe francesa, o piloto espanhol voltará a vestir o macacão que lhe rendeu dois títulos de campeão mundial da categoria, nos anos de 2005 e 2006.

Aos 38 anos - quase 39; Alonso volta a Renault para a sua terceira passagem pela equipe e em 2021 ocupará o lugar vago deixado por Daniel Ricciardo, que está de contrato assinado com a McLaren para a próxima temporada.

Assim como já declaramos acima, o anúncio já dado nesta última terça-feira, foi oficializado no dia de hoje e o mesmo não especifica exatamente o tempo de contrato, apenas fala que o vínculo será para as próximas temporadas - algo que segundo algumas fontes não reveladas, dizem ser até 2022.

Fernando Alonso - novo piloto da Renault Racing F1
Fernando Alonso - novo piloto da Renault Racing F1

Assim que foi "oficializada" a sua volta a Renault, o piloto espanhol falou a respeito de seu retorno a escuderia francesa e a F1; confira:

"A Renault é minha casa é minha família. Minhas lembranças mais doces na F1 são dos dois títulos mundiais, mas agora estou olhando para frente. É com muito orgulho e emoção imensa que retorno a equipe que me deu uma chance no começo da minha carreira, o que agora me dá a chance de retornar ao nível mais alto. Tenho princípios e ambições na mesma linha do projeto da equipe. O progresso nesse inverno dá credibilidade aos objetivos para a temporada 2022. Vou compartilhar minha experiência com todos, dos engenheiros e mecânicos ao companheiro de equipe. A equipe quer e tem como voltar ao pódio, assim como eu", disse Dom Fernando das Astúrias - como também é conhecido no meio da Fórmula 1.

Além do piloto espanhol, o chefe de equipe comentou sobre a volta de Alonso a Renault - que é o único campeão mundial de F1 pela escuderia.

"Assinar com o Alonso é parte do plano do Grupo Renault de manter o comprometimento com a F1 e com o retorno às primeiras posições. Sua presença na equipe é uma vantagem formidável do ponto de vista esportivo, mas também para a marca, com quem ele tem um forte vínculo. A força do vínculo entre ele, a equipe e os fãs levaram a uma decisão natural", declarou Cyril Abiteboul.

Prestes há completar 39 anos - no fim deste mês, Alonso em sua volta a Renault terá como companheiro de equipe Esteban Ocon. A última participação do piloto no circuito da F1 como piloto se deu na temporada 2018, quando defendeu a McLaren.