Sempre polêmico, o consultor da RedBull Racing - Helmut Marko defende que a abertura da F1 em 2020, no Grande Prêmio da Áustria, no dia 5 de julho, tenha a presença do publico - com a abertura parcial dos portões.

Sem ao menos ainda ter sido confirmada a abertura da temporada 2020 da Fórmula 1, alguns dirigentes, entre eles o consultor da RBR e chefão do autódromo de Spielberg, disse ser possível um plano que permita a presença do público no primeiro GP da F1 deste ano, mesmo estando o planeta vivendo com um momento bastante preocupante por conta do novo Coronavírus.

Helmut Marko - consultor da RBR - imagem: FórmulaSpy
Helmut Marko - consultor da RBR - imagem: FórmulaSpy

Vale salientar que as autoridades locais sempre defenderam que o evento aconteça com portões fechados ao público.

"Se olharmos para a situação atual, essas duas primeiras corridas da temporada podem ocorrer. O plano de Spielberg foi submetido ao Ministério da Saúde da Áustria e agora está sendo analisado. É claro que a segurança e saúde são fundamentais, mas, na minha visão, precisamos voltar a uma vida normal e isso inclui o esporte e espectadores", comentou ele em entrevista a TV austríaca "Oe24".

Para Marko, a categoria não pode mais esperar para iniciar a temporada 2020 sob pena de não conseguir realizá-la por completo, com o número razoável de corridas. Para o chefão do circuito da Áustria, mesmo iniciando em julho, será impossível ter as 18 provas do calendário revisado - onde ele acredita que no máximo 10 a 15 poderão ocorrer.

"No melhor cenário, teremos entre 10 a 15 grandes prêmios. Este é um campeonato que exige um pouco de flexibilidade por parte dos organizadores da F1 e é por isso que temos de iniciar agora, porque o esporte precisa sobreviver primeiro e, para isso, é necessário voltar às pistas e iniciar as corridas", finalizou ele.