Minha Torcida Logo

Novas regras da F1 ajudam as pequenas equipes a voltarem a sonhar

Uma das grandes queixas dos chefes das equipes menores era o desequilíbrio entre elas e as grandes, como Mercedes, Ferrari e Red Bull, que faziam uma corrida a parte e disputavam sem incomodo algum as primeiras colocações na classificação.

Por
Compartilhe

Novas regras da Fórmula 1 podem vir a equilibrar o campeonato da categoria em 2019. Uma das grandes queixas dos chefes das equipes menores era o desequilíbrio entre elas e as grandes, como Mercedes, Ferrari e Red Bull, que faziam uma corrida a parte e disputavam sem incomodo algum as primeiras colocações na classificação.

 Entretanto, as novas regras impostas pela FIA e pelos organizadores da competição podem dar as pequenas equipes o equilíbrio necessário para a atual temporada. Onde já podemos ver os resultados obtidos na primeira corrida do ano. Com as novas regras implantadas a pouco mais de duas semanas, já se pode ver o pelotão do meio encostando nos times de ponta.

Uma das provas do que estamos dizendo foi à classificação do GP da Austrália – tirando a Williams que não consegue evoluir de jeito algum, as demais já demonstraram uma melhora significativa e o que mais chamou a atenção, foi os times do chamado pelotão do meio terem crescido mais do que os da ponta.

Se formos pegar os números, entre o pole-position, Lewis Hamilton – da Mercedes e Lance Stroll – da Racing Point, ou seja, entre o primeiro e o décimo sexto colocado, a diferença não foi superior a um segundo – 1min22s043 para 1min23s017, respectivamente.

As equipes que conseguiram tirar diferença para a Mercedes e Ferrari – pelo menos no GP da Australia foram: Alfa Romeu (a que mais cresceu com as novas regras), Renault, Haas, McLaren, Racing Point e Toro Rosso.

Um dos grandes motivos para isso foi à diminuição dos motores Honda e Renault para os motores Mercedes e Ferrari. O comentário de boxes é de que a diferença não supera os 40cv de potência, entre si.  Outro motivo teria sido a simplificação das asas dianteiras e os dutos de freios, por conta do novo regulamento, que limita a possibilidade dos grandes usarem seus maiores recursos para adotarem soluções mais sofisticadas.

A Fórmula 1 volta já neste final de semana, com o GP do Bahrein – lembrando que a primeira corrida do calendário da F1 deste ano foi vencida por Valtteri Bottas, da Mercedes.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal