Com orçamento reduzido e com um campeonato mais justo em decorrência da última temporada e por conta da pandemia, a Liberty Media anunciou nesta última quinta-feira que as equipes também receberão menos dinheiro da F1 na temporada 2021.

O valor que as equipes receberão ao longo deste ano será reduzido pela metade, segundo informações da revista "Auto, Motor und Sport".

Mas o que significa isso?

Isso quer dizer que uma equipe como a "nova" Aston Martin - antiga Racing Point, deverá receber algo em torno de US$ 30 milhões - bem diferente dos US$ 59 milhões recebidos na última temporada. Já as equipes "grandes" como a Mercedes, essa ficará com um montante de US$ 126 milhões em prêmios, ao invés dos US$ 177 milhões; uma redução de US$ 51 milhões se comparado ao último ano.

Na temporada 2021 da F1, as equipes que mais receberão serão as intermediárias, uma vez que foram elas que mais pontuaram em 2020, se comparado ao ano de 2019. No caso da Aston Martin, que mesmo tendo um reajuste para menos, essa ainda assim receberá cerca de US$ 41 milhões a mais em 2021 do que o recebido na temporada 2019. Enquanto Mercedes e Ferrari terão uma redução de US$ 32 milhões neste ano para o mesmo período.

Início da temporada 2021 da F1

Se tudo transcorrer dentro da normalidade neste início de ano, a temporada 2021 da categoria aqui em destaque está programada para iniciar no dia 21 de março, com o GP da Austrália, em Melborne; mas boatos dão conta de que esse grande prêmio deverá ser adiado para o segundo semestre, assim sendo, a abertura da Fórmula 1 - 2021 deverá ocorrer no dia 28 de marco, em Sakhir, com o GP do Bahrein.