Alguém saberia dizer qual será o futuro de Mazepin e Fittipaldi na Fórmula 1? Provavelmente poucos dirão que sabem, outros dirão que acham e mais uma meia dúzia dirá que não e não querem saber. Pois bem, segundo as últimas informações da F1, tanto Pietro Fittipaldi, quanto o russo Nikita Mazepin andaram alterando seus perfis nas redes sociais; o russo retirou o nome "Haas", colocando apenas "piloto profissional", já o brasileiro colocou "Haas piloto drive", o que colocou uma certa dúvida na cabeça de fãs e jornalistas amantes pela categoria.

Muito disso se deve ainda pelo caso do vídeo publicado por Mazepin donde ele mostrava clara atitude de abuso sexual - aqui no Brasil definida neste caso como importunação sexual, visto que ao tocar em um dos seios de uma modelo sem seu consentimento, o jovem de 21 anos deixou seu futuro na F1 em aberto.

Campanha contra Mazepin na F1

Tanto que uma campanha contra o russo foi criada nas redes sociais, onde muitos fãs do automobilismo pedem a sua demissão da Haas - equipe pela qual estaria certo para correr na temporada 2021. Além da criação da hastag #WeSayNoToMazepin, também foi criada uma petição online pedindo a sua saída da equipe norte-americana - com mais de 40 mil assinaturas.

Ao mesmo tempo, Pietro Fittipaldi que fez sua estreia na F1 nesta temporada que finalizou há poucos dias; disputando dois grandes prêmios, foi bastante elogiado pela cúpula da Haas, especialmente pelo chefão da equipe - Guenther Steiner.

Alteração nas contas

Aí é que entra o fato mais propriamente; onde nos últimos dias fãs da F1 e usuários das redes sociais perceberam uma alteração nas respectivas contas dos pilotos no Instagram e no Twitter. Enquanto Pietro Fittipaldi escreveu a frase "Haas F1 Drive" - ou piloto de F1 da Haas, o russo Mazepin retirou qualquer menção à equipe norte-americana, mudando sua descrição para "Profissional Racing Drive" - ou piloto profissional de corridas.

O que quer dizer isso?

Por hora nada, uma vez que a equipe até o momento não anunciou nenhuma mudança em seus planos para a temporada 2021 e tanto a Haas, quanto Mazepin seguem seguindo um ao outro. Entendedores dizem que isso é uma estratégia para evitar uma relação maior entre o piloto e a equipe liderada por Gene Haas e Guenther Steiner, que seguem em busca de uma solução para o fato ocorrido.

Vale lembrar que em um primeiro momento a Haas considerou o caso como uma atitude "abominável" de Mazepin, no entanto, posteriormente os chefões da escuderia se esquivaram do assunto dizendo que o mesmo seria tratado internamente.

Na verdade as próximas semanas poderão nos dar a resposta quanto a esse tema, quando os pilotos regressarem de suas férias e voltarem às pistas para a pré-temporada, que deverá se iniciar a partir da segunda quinzena de janeiro. Aguardemos!