Com o heptacampeonato conquistado em 2020 na F1, Lewis Hamilton que quebrou diversos recordes nesta temporada reforçou neste último final de semana o desejo de permanecer na Mercedes, onde ele disse querer renovar seu contrato até o Natal.

Depois de um certo mistério quanto ao seu futuro na categoria, Hamilton voltou a falar de seu desejo para 2021, onde esse quer permanecer nas pistas e na Mercedes, equipe da qual faturou o sétimo título na Fórmula 1 - igualando-se a Michael Schumacher como o maior de todos e podendo se permanecer na próxima temporada, ultrapassá-lo.

"Gostaria que as conversas encerrassem antes do Natal. Meu desejo é estar aqui no próximo ano. Acho que nós, como equipe, temos mais a fazer juntos e conquistar, tanto no esporte, mas principalmente fora dele. Espero que possamos começar esta semana as discussões e, com sorte, encerrar antes do Natal", disse o piloto inglês em sua última coletiva nesta temporada da F1.

Toto Wolff está confiante em um acerto

O chefão da Mercedes se mostrou confiante nas conversas sobre a permanência de Hamilton em 2021, mas pediu calma, explicando que a ausência do piloto na última prova adiou as negociações e a conclusão do acordo final.

"Teremos mais algumas conversas quem sabe. Estávamos atrasados neste assunto. Sempre falamos que faríamos isso após a conquista do título, e então a COVID-19 atrasou um possível acerto por pelo menos mais 10 dias, duas semanas. Agora só temos que nos reunir e conversar, talvez virtualmente, talvez pessoalmente", destacou Wolff.

Desde 2013 na Mercedes, Hamilton hoje com 35 anos poderá em 2021 partir para a sua última temporada na F1, aonde antes dessa vir a se confirmar nos próximos dias, ele neste período até aqui conquistou pela equipe 74 vitórias, com seis títulos ao longo dos sete anos de parceria.