Após passar por duas temporadas de grandes impactos financeiros por conta da pandemia, o futebol brasileiro voltou a inflacionar seus gastos e investimentos. Além disso, o perfil da maioria dos principais jogadores do país também mudou de forma bastante significativa.

E, pelos mais variados meios, seja através de apoio de investidores externos, ou gastando mais, apostando mais na qualidade do que na quantidade de seu elenco, os gastos tiveram crescimento. E, se você quer saber quem são os clubes que possuem o custo mais elevado do país, iremos elencar aqui as maiores folhas salariais do futebol nacional.

Vale lembrar que os valores citados abaixo levam em consideração o gasto com jogadores do time profissional, das categorias de base, treinadores e suas respectivas comissões técnicas. O levantamento foi feito pelo site GOAL.

Times mais caros do futebol brasileiro em 2022

10º - Ceará (R$8,6 milhões):

O Vozão teve no ano de 2021 uma temporada extremamente interessante, e que quase foi suficiente para a vaga na Libertadores deste ano. E, para se manter em alto nível, a equipe comandada pelo técnico Tiago Nunes recebeu novas peças.

Até o momento, foram 6 contratações, sendo a principal delas o atacante Dentinho, que ainda não foi anunciado oficialmente mas já treina nas dependências do Vozão. A saída de 13 jogadores aliviou o custo do futebol.

Victor Luis foi apenas uma das chegadas do Ceará para a temporada 2022. (Foto:Reprodução)
Victor Luis foi apenas uma das chegadas do Ceará para a temporada 2022. (Foto:Reprodução)

9º - RB Bragantino (R$8,9 milhões):

Vivendo momento de ascensão desde a sua aquisição, o RB Bragantino precisou aumentar o seu investimento para a disputa da Copa Libertadores da América, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro. Se em 2021 o custo era de R$5,2 milhões, agora a folha salarial é de R$8,9 milhões.

Mesmo com o aumento no gasto com salários, o clube paulista tem como critério investir alto em jovens talentos. Além disso, os bônus por produtividade também são situações que aliam ainda mais o rendimento dentro de campo com o retorno financeiro.

A principal contratação do RB Bragantino para a temporada 2022 foi a compra definitiva do atacante Helinho, que estava emprestado pelo São Paulo. O custo da negociação foi de R$24 milhões.

Hyoran foi uma das principais contratações do RB Bragantino. (Foto:Ari Ferreira / RB Bragantino)
Hyoran foi uma das principais contratações do RB Bragantino. (Foto:Ari Ferreira / RB Bragantino)

8º - Fluminense (R$13 milhões):

Um dos clubes que abriu os cofres para tentar o protagonismo em 2022 é o Fluminense. Em 2021, o gasto do tricolor carioca era de R$4,2 milhões (só com o elenco profissional) e para esta temporada subiu consideravelmente com contratações de peso.

Felipe Melo, Willian, Fábio, Nathan e Germán Cano puxaram a lista das negociações para chegada de atletas. Além disso, a chegada do técnico Abel Braga também é considerada um reforço de peso, e com isso o clube aposta na experiência para a disputa da Libertadores.

Willian foi um dos pedidos de Abel Braga para a temporada do Fluminense. (Foto: Reprodução)
Willian foi um dos pedidos de Abel Braga para a temporada do Fluminense. (Foto: Reprodução)

7º - Santos (R$14 milhões):

Há muito tempo, o Santos aposta na aparição de jovens talentos para melhorar o nível de seu elenco. Entretanto, o início de 2022 também marcou a chegada de alguns nomes interessantes em termos de contratações.

A principal delas é a do atacante Ricardo Goulart, que foi pretendido por outras equipes do país. Além disso, o meia Bruno Oliveira e o zagueiro Eduardo Bauermann também chegaram ao time da Vila Belmiro, que pode ter mais reforços com a chegada do técnico Fabián Bustos.

Por fim, o Peixe também teve perdas interessantes, como os atacantes Marinho e Diego Tardelli. Marinho foi negociado com o Flamengo, e rendeu R$7 milhões ao clube paulista.

Com a saída de Marinho, o recém-contratado Ricardo Goulart se tornou o grande nome do Santos. (Foto:Reprodução)
Com a saída de Marinho, o recém-contratado Ricardo Goulart se tornou o grande nome do Santos. (Foto:Reprodução)

6º - Internacional (R$18 milhões):

O rebaixamento do Grêmio colocou o Internacional ainda mais em evidência como o principal representante do futebol gaúcho na elite do país. E mesmo com uma situação financeira ainda complicada, o colorado se reforçou bastante para 2022.

A venda de Yuri Alberto para o Zenit possibilitou a chegada dos atacantes Wesley Moraes e David, do lateral-direito Bustos, dos meias Gabriel, Liziero e D´alessandro, além do técnico Alexander "Cacique" Medina. Com isso, o custo mensal do futebol do Internacional atualmente é de R$18 milhões.

David é a contratação mais cara do Inter em 2022, custando cerca de R$11 milhões. (Foto: Reprodução)
David é a contratação mais cara do Inter em 2022, custando cerca de R$11 milhões. (Foto: Reprodução)

5º - São Paulo (R$19 milhões):

O tricolor paulista vive o pior momento de sua história, com a falta de protagonismo dentro de campo e uma situação financeira preocupante. Entretanto, o clube apostou em nomes experientes para voltar aos trilhos. Vale lembrar que o São Paulo foi um dos líderes em termos de folhas salariais no ano de 2021, mas sem retorno técnico.

Chegaram para o time comandado pelo técnico Rogério Ceni o lateral-direito Rafinha, o goleiro Jandrei e os meias Patrick e Alisson. O principal investimento foi o meia-atacante Nikão, que veio sem custos após fim de contrato com o Athletico.

Pretendido por vários clubes brasileiros, Nikão foi o grande reforço do São Paulo. (Foto:Reprodução)
Pretendido por vários clubes brasileiros, Nikão foi o grande reforço do São Paulo. (Foto:Reprodução)

4º - Corinthians (R$23 milhões):

Sem dúvidas, o Corinthians é o clube que mais investiu em contratações até agora na temporada. Se não foi necessária uma alta quantia para compra, o Timão apostou em nomes consagrados livres no mercado para qualificar seu elenco em busca dos principais títulos.

Paulinho foi o grande nome até agora. Além dele, o goleiro Ivan, o lateral Bruno Melo e o zagueiro Robson Bambu se juntaram ao time comandado pelo técnico recém-contratado Vítor Pereira. Em 2021, o custo do futebol corintiano era de R$14 milhões.

Paulinho volta ao Corinthians como grande nome para 2022 ao lado de Renato Augusto, Willian e Róger Guedes. (Foto:Reprodução)
Paulinho volta ao Corinthians como grande nome para 2022 ao lado de Renato Augusto, Willian e Róger Guedes. (Foto:Reprodução)

3º - Atlético-MG (R$23 milhões):

Campeão mineiro, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro em 2021, o Galo foi menos ávido do que o esperado dentro do mercado de transferências. O clube apostou na permanência de nomes importantes, além de contratações pontuais. O principal nome foi o zagueiro Godín.

O atacante Ademir e o centroavante Fábio Gomes foram os outros 2 nomes anunciados pelo Galo. As saídas de Júnior Alonso e Diego Costa diminuiram o custo do elenco comandado pelo técnico Antonio Mohamed.

O custo apenas do time profissional do Galo é de aproximadamente R$15,3 milhões.

Godín chegou ao Atlético-MG como reposição para a saída do paraguaio Júnior Alonso. (Foto: Reprodução)
Godín chegou ao Atlético-MG como reposição para a saída do paraguaio Júnior Alonso. (Foto: Reprodução)

2º - Palmeiras (R$ 32 milhões):

Bicampeão da Libertadores e vice-campeão mundial em 2021, o Palmeiras aposta mais alto do que nunca para permanecer no topo. Com poucas saídas, e nenhuma delas em seu time titular, o Verdão enxugou o elenco, e efetuou contratações pontuais. A manutenção de nomes valorizados foi o caminho escolhido.

O time comandado pelo técnico Abel Ferreira teve as chegadas do goleiro Marcelo Lomba, do zagueiro Murilo, dos meias Atuesta e Jailson e do atacante Rafael Navarro para melhorar ainda mais seu time.

Vice-campeão mundial, o Palmeiras optou por manter os seus principais nomes para 2022. (Foto: Reprodução)
Vice-campeão mundial, o Palmeiras optou por manter os seus principais nomes para 2022. (Foto: Reprodução)

1º - Flamengo (R$36 milhões):

O rubro-negro deve se manter por mais uma temporada como o clube que mais gasta no futebol brasileiro. Mesmo com as saídas de Bruno Viana, do goleiro César, do atacante Michael e do meia-atacante Kenedy (entre outros), o Fla reforçou seu time, e segue com alto custo no futebol.

A contratação mais surpreendente foi a do atacante Marinho por cerca de R$7 milhões. Além dele, o zagueiro Fabrício Bruno também desembarcou na Gávea, e integrará o time comandado pelo recém-chegado técnico Paulo Sousa.

Marinho e Paulo Sousa foram as 2 principais apostas do Flamengo para a temporada. (Foto: Reprodução)
Marinho e Paulo Sousa foram as 2 principais apostas do Flamengo para a temporada. (Foto: Reprodução)