Presidente do Flamengo deixa as portas abertas para Adriano

"O Flamengo nunca irá fechar as portas para Adriano", diz o presidente do Flamengo.

Por
Compartilhe

Durante a apresentação do novo comandante técnico do clube, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello falou a respeito de Adriano, que deseja retornar aos gramados em 2018 e sonha com o Rubro-Negro.

Mello disse que deixará esse assunto para o departamento médico do clube, mas deixou bem claro que o Flamengo não irá virar as costas para Adriano e que esse assunto terá que ser tratado com muita calma para evitar a grande euforia por parte da torcida.

“Esse assunto tem que ser tratado com carinho e muito respeito, não é hora para especulações deste nível. O Flamengo nunca irá fechar as portas para ele. O procurador dele já sabe que o departamento médico está à disposição para conversar com Adriano. Estaremos sempre aqui para ajudar a pessoa, o ídolo. Mas vamos evitar o oba oba, nada de “o imperador voltou”. Por ser grande ídolo do Flamengo, tem que ser respeitado. Espero que daqui 10 ou 15 anos, ele seja lembrado como ídolo, independente do que aconteça com ele daqui pra frente”, declarou o presidente do Flamengo após a apresentação de Paulo César Carpegiani como o novo treinador do time carioca.

Adriano deseja voltar aos gramados em 2018.Adriano deseja voltar aos gramados em 2018.

Adriano não participa de uma partida oficial desde maio de 2016, quando defendeu o Miami United, dos Estados Unidos. No final da temporada passada, Adriano voltou aos holofotes prometendo voltar a campo, declarando ainda que treinaria forte para que isso acontecesse em 2018 e que jogaria pelo Flamengo de graça.

Durante a partida beneficente promovida por Zico, no “Jogo das Estrelas”, o Imperador mais uma vez declarou seu desejo em voltar aos gramados profissionalmente esse ano e desconversou quando foi questionado a respeito do Flamengo.

“Temos que conversar primeiro, para ver o que vai dar. Tenho que me dedicar, trabalhar bem, para voltar o mais rápido possível”, declarou Adriano.

Comentários