Ele está no Rio de Janeiro! Domènec Torrent desembarcou na cidade "maravilhosa" na manhã desta segunda-feira, onde já a tarde dará seu primeiro treino ao elenco flamenguista, iniciando assim a sua "era" no Rubro-Negro.

Depois de uma longa negociação, que durou pelo menos cinco dias, Torrent finalmente desembarcou no Rio de Janeiro por volta das 5h40 da manhã desta segunda-feira, onde foi recepcionado por aproximadamente 30 torcedores do Flamengo. No desembarque, ele chegou acompanhado de seus três integrantes da nova comissão técnica e também dos dirigentes flamenguistas com quem negociou sua vinda para o clube - aqui falamos de Marcos Braz e Bruno Spindel.

Nesta manhã, o novo comandante técnico do Flamengo conhecerá o Ninho do Urubu e as 12h30 deverá conceder sua primeira coletiva como o substituto de Jorge Jesus; a tarde ele terá o primeiro contato com seu novo elenco, onde já comandará o primeiro treino do Flamengo com treinador, visando à preparação do time para a estreia no Brasileirão, no próximo final de semana.

Ao desembarcar no Rio de Janeiro, ele não passou em branco e deu algumas palavras aos jornalistas que também o aguardavam no saguão do aeroporto.

"Acho que já posso falar português perfeitamente. No Flamengo, a gente tem que ganhar, ganhar e ganhar. Porque o Flamengo é um do grandes clubes do mundo. Então, acho que estamos preparados, prontos para tentar ganhar títulos e jogar bonito. Estou muito feliz por fazer parte desse grande clube, dessa grande nação. Acho que estou pronto para tentar ganhar títulos com essa grande torcida", afirmou ele.

Ainda antes de deixar o aeroporto rumo ao Ninho do Urubu, Domènec Torrent declarou que pretende "respeitar" o trabalho de Jorge Jesus.

Domènec Torrent (centro), Marcos Braz (esquerda) e Bruno Spindel (direta) - imagem: Flamengo
Domènec Torrent (centro), Marcos Braz (esquerda) e Bruno Spindel (direta) - imagem: Flamengo

"O mais importante agora é respeitar o trabalho até aqui realizado por Jorge Jesus, porque é um time ganhador. E aí, aos poucos, vou mudar um pouco as coisas. Mas a intenção é ficar no Brasil por muitos anos. Quando estou feliz no clube e o clube feliz comigo, quero ficar por muito tempo - quatro, cinco anos. Quero poder dizer que ganhamos e que o clube está feliz comigo", completou.

Para finalizar, ele brincou dizendo:

"É muito mais fácil me chamarem de Dome. Para os jogadores, para a torcida e para os dirigentes. É mais fácil para todo mundo", disse ele sorrindo.

Dome, como quer ser chamado o novo treinador do Flamengo, curiosamente desembarca no Brasil duas semanas após Jorge Jesus deixar o clube rumando de volta a Portugal - onde comandará o Benfica e curiosamente o vôo que trouxe Domènec Torrent, partiu de Lisboa, onde mora "Míster".

Vale aqui ressaltar que o Flamengo será o segundo time a ser comandado por Dome após ficar por uma década como auxiliar de Pep Guardiola - antes dele aceitar o convite do Flamengo, ele (Domènec Torrent) teve uma passagem pelo New York City - dos Estados Unidos, deixando esse clube ao final de 2019.

O novo treinador do Flamengo chega ao Rio de Janeiro para iniciar sua "era" no Rubro-Negro acompanhado por Jordi Guerrón - auxiliar técnico, Jordi Gris - analista de desempenho e do preparador físico - Julián Jimenez. A eles se juntará Maurício Souza (treinador do Sub-20 do Flamengo e que vinha mantendo o elenco em atividade).

O Flamengo já deu início à documentação e aguarda apenas pela regularização de Domènec Torrent no Boletim Informativo Diário - da CBF; o famoso BID, para que assim ele possa estar no banco de reservas já na estreia do time no Brasileirão, diante do Atlético-MG, no próximo domingo, às 16h, no Maracanã.