Como já estávamos prevendo há alguns dias, se confirmou - sim, estamos falando da saída de Jorge Jesus do comando técnico do Flamengo, onde o treinador português aceitou o convite do Benfica para voltar a sua "terra natal" e comandar a equipe na próxima temporada.

Pois bem, a partir de agora começa uma peregrinação para a direção do Flamengo, que terá que ir atrás de um novo nome para comandar o time e que aguente a pressão de substituir o português, que em pouco mais de 12 meses levou o Rubro-Negro as mais possíveis "glórias", ou seja, a várias conquistas.

Atrás disso, o vice-presidente do Flamengo - Marcos Braz e o diretor executivo do clube - Bruno Spindel planejam viajar para a Europa durante essa semana para buscar um novo nome capaz de ficar a "altura" de Jorge Jesus e que consiga manter o "Mengão" no mesmo "patamar". Essa busca será direcionada e se dará em países como: Portugal, Espanha e Inglaterra.

Dentro do planejamento do clube brasileiro, nomes de peso poderão surgir em listas prováveis, mas nenhum desses até aqui foi mencionado por ninguém da alta cúpula flamenguista. Segundo um desses dirigentes - que não teve seu nome revelado, o Flamengo "abriu o leque" internacionalmente e com isso deverá avaliar vários profissionais antes de focar em alvos prioritários.

Marcos Braz - dirigente flamenguista encarregado de encontrar um novo treinador para o Flamengo
Marcos Braz - dirigente flamenguista encarregado de encontrar um novo treinador

Esse mesmo dirigente afirma que o Flamengo terá calma nesta busca para não cometer erros em um futuro próximo.

"Melhor tomar pressão da imprensa e dos torcedores e escolher com calma do que erra na escolha ou ser menos atento e daqui a quatro, cinco meses dar algum problema no meio do Campeonato Brasileiro, Libertadores ou Copa do Brasil", declarou.

Nomes como de Marcelo Gallardo - do River Plate, Marcos Silva e Leonardo Jardim - ambos desempregados, já foram descartados do alvo flamenguista.