A espera de Jorge Jesus que deve retornar ao Brasil durante essa semana, após o término das férias concedidas aos clubes brasileiros - até o dia 30 de abril, o Flamengo o aguarda com o termômetro na mão para seguir com as negociações pela renovação de contrato, que se encerra no final do próximo mês.

Porém, uma pedra pintou no caminho; além da alta do euro em comparação ao real, com a crise financeira instalada pelo novo Coronavírus, há segundo informações não confirmadas da Europa, que um dos times da primeira divisão do futebol inglês estaria interessado nos serviços do técnico português.

As conversas com relação à renovação de contrato com o técnico aqui em questão e o Flamengo se iniciaram em março, mas devido à paralisação do futebol no Brasil e no mundo por causa da pandemia que afeta o planeta, as mesmas foram congeladas e os valores lá trás negociados, hoje não valem de mais nada.

Jorge Jesus - treinador do Flamengo.
Jorge Jesus - treinador do Flamengo.

Atualmente o que vale do antigo acordo "encaminhado", é tão somente a questão de tempo de contrato e as condições de trabalho, no entanto, o grande problema agora passou a ser mais uma vez o financeiro. É aí que a variação cambial anula o que já havia sido acordado no início de março.

A diferença de valores entre proposta e contraproposta anteriormente girava em 20%, agora, diante da realidade econômica mundial, será preciso muita pratica com a calculadora e flexibilidade de ambas as partes para chegarem a um denominador comum. Antes da parada do futebol, Flamengo e Jorge Jesus discutiam o congelamento do euro na casa dos R$ 4,80 - um valor visto como aceitável por ambas as partes, uma vez que a cotação na época batia a casa dos R$ 5,20. Agora, com toda essa crise financeira e com as diferenças entre Brasil e Europa, hoje o euro está fechando em R$ 5,96, deixando uma lacuna nesta negociação que promete se arrastar por alguns dias ou até mesmo semanas.