Com atraso de repasse sem justificativa por parte da Adidas - fornecedora de material esportivo ao Flamengo e com alguns patrocinadores rescindindo seus contratos, a direção do Rubro-Negro acende o "alerta" vermelho quanto a questão financeira causada pela paralisação do futebol no Brasil devido a "COVID-19".

Por acordo firmado entre as partes, o clube carioca teria direito a receber anualmente R$ 17.725.750,00 da Adidas - valor esse pago semestralmente entre os dias 1º de abril e 1º de outubro. Assim sendo, sem aviso algum e sem uma nova data para deposito, a empresa alemã que fornece o material esportivo ao clube - conforme já dito acima, não depositou a primeira parte no ano (R$ 8.862.875,00) e muito menos deu uma explicação sobre o atraso.

Flamengo e Adidas.
Flamengo e Adidas.

Uma parceria que se iniciou em 2013 e tem prazo para se encerrar em 2023, parece ter ficado estremecida com tal atitude, que além de não depositar o valor combinado com o patrocínio, também não depositou os valores referentes aos royalties pela venda de produtos oficiais e premiação por metas esportivas alcançadas.

Portanto, sem alguns patrocinadores e sem o valor junto a Adidas depositado, o Flamengo entende que se o futebol não retornar no país até o final de maio, também sofrerá com a crise causada nos clubes brasileiros devido à paralisação do futebol por causa do Coronavírus.

Nos bastidores do clube, dirigentes trabalham em busca de alternativas, evitando com isso precipitar o início das negociações por redução de salários antes de uma posição das autoridades de saúde - pelo menos por hora, ao que tudo indica.