Nesta terça-feira, o técnico do Flamengo, Jorge Jesus, fará o exame de contraprova para suspeita de contágio do Coronavírus. Na última segunda-feira, o treinador português realizou o primeiro teste, que teve resultado inconclusivo, o que obrigou o clube carioca a realizar a contraprova. Mesmo assim, o treinador já está em quarentena e terá monitoramento constante do departamento médico do Flamengo.

Jorge Jesus mora sozinho em um apartamento na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e está proibido de sair de casa. Caso a contraprova confirme a presença do Coronavírus, o técnico passará por testes constantes até que se prove que Jorge Jesus esteja completamente curado do quadro de contágio, mesmo que seja fraco.

Jorge Jesus testou
Jorge Jesus testou "positivo fraco" para Coronavírus em primeiro teste. (Foto:Divulgação)

Por conta da suspeita de contágio de Jorge Jesus, a ideia é que todos os jogadores e funcionários do departamento de futebol do Flamengo façam novamente o teste, realizado na última sexta-feira. De acordo com Alberto Chebabo, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Infectologista (SBI), como o técnico Jorge Jesus teve uma "leitura muito pequena" no exame, a possibilidade de contágio fica diminuída:

"Ele teve um teste, pelo que foi noticiado, que apresentou muito pouco vírus. Então, a própria transmissão é diminuída. A chance é menor, a disseminação fica dificultada. É possível que não aconteçam casos secundários, mas ele precisa ficar em observação. No momento, ele está assintomático, mas é algo que pode evoluir. Então, é preciso observar." afirmou Chebabo ao site Globoesporte.com .