Clube que mais gastou no início deste ano, o Flamengo teve o seu balancete divulgado na última segunda-feira. O clube carioca detalhou os seus investimentos no departamento de futebol durante os 3 primeiros meses de 2019, e aponta que o rubro-negro movimentou R$137,924 milhões na aquisição de jogadores.  O valor incluiu direitos econômicos, luvas e comissões a intermediários. Os números aparecem no balancete trimestral, divulgado no site do Rubro-Negro.

 

O maior investimento feito foi no meia Arrascaeta, que custou cerca de R$80 milhões por 75% de seus direitos econômicos. Embora não apareça no balancete, o valor pode aumentar, de acordo com variáveis. O contrato estabelece que Rubro-Negro adquira mais 12,5% dos direitos econômicos do jogador caso ele atinja determinada minutagem em campo em 2019 e 2020.

Balancete do Flamengo do primeiro trimestre.

 

O clube carioca ainda terá que pagar mais 1,25 milhão de euros caso o jogador dispute 4 mil minutos - o equivalente a 44 jogos inteiros - em 2019. Além disso, a mesma quantia será paga pelo clube carioca caso Arrascaeta esteja em campo pelo mesmo período. O valor total da contratação pode ultrapassar os 90 milhões de reais.

Apesar de ter investido quase R$ 140 milhões na compra de jogadores, o Flamengo não comprometeu o orçamento de 2019, uma vez que algumas parcelas serão pagas em janeiro do próximo ano, casos de Arrascaeta e Bruno Henrique, por exemplo.

O vice de finanças do Flamengo, Wallim Vasconcelos, detalhou a situação financeira do Flamengo em entrevista ao site Globoesporte.com:

- Não ultrapassamos o valor do orçamento previsto para novas aquisições. Posso te garantir. Gastamos entre R$ 100 milhões a R$ 110 milhões nesse ano, que é o que estava previsto. Pode ter alguma outra parcela, como no caso do Arrascaeta, que será paga no próximo ano. Mas não estouramos o orçamento.