Após derrota para a LDU, Abel Braga ganha respaldo da diretoria do Flamengo

Mesmo com respaldo dos principais nomes da cúpula rubro-negra, o técnico já é contestado por algumas decisões. Entretanto, apenas uma sequência muito negativa pode colocar o emprego de Abel Braga em jogo.

Por Talis Andrey de Mello
Compartilhe

Após a derrota inesperada para a LDU, no Equador, em partida válida pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América, o Flamengo chega ao Brasil para se preparar para a estreia no Campeonato Brasileiro, onde a equipe enfrenta o Cruzeiro, no Maracanã.

Mesmo com o título estadual, a torcida rubro-negra já pressiona o técnico Abel Braga, e culpa o comandante por algumas conviccções que não estão dando o resultado esperado. Mesmo com a pressão externa, a diretoria do clube prefere dar confiança ao trabalho do treinador, e adota uma postura de calmaria em meio à pressão.

Abel Braga já tem seu trabalho contestado por parte dos membros do Flamengo. (Foto: Divulgação)Abel Braga já tem seu trabalho contestado por parte dos membros do Flamengo. (Foto: Divulgação)

Desde o revés para LDU, em Quito, o departamento de futebol usa estratégia de estancar feridas que possam comprometer ainda mais a situação do time na temporada. A demissão do treinador não é discutida e há preocupação de manter o ambiente tranquilo.

A derrota na competição continental fez com que a comissão técnica do time carioca mudasse o planejamento: a primeira ideia era escalar um time alternativo na estreia do campeonato nacional. Entretanto, o clube deve ir com força máxima diante dos mineiros para tentar um resultado positivo, e amenizar o clima.

Há uma preocupação de não passar a impressão de que o treinador está “garantido até o jogo do Peñarol”. O clima é de confiança e há uma busca em desfazer um clima pesado e de temor para o jogo em Montevidéu.

Apenas uma sequência muito negativa fará com que o Rubro-Negro avalie qualquer mudança de comando antes da parada para Copa América. “Não se faz futebol assim”, alegam em discurso pacificador.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal