Treinador do Flamengo passa mal e sai mais cedo de campo, no Maracanã

Abel Braga, de 66 anos, precisou ser amparado no final frenético que foi o clássico entre Flamengo e Fluminense, no Maracanã, em partida válida pelas semifinais da Taça Rio e que teve a vitória do Rubro-Negro pelo placar de 2 a 1, com um pênalti nos acréscimos.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Segundo as últimas informações vindas do "Ninho do Urubu", o que levou Abel Braga a deixar o gramado do estádio Maracanã mais cedo nesta última quarta-feira, em partida contra o Fluminense, pelo Campeonato Carioca, foi uma arritmia cárdica - de acordo com a revelação do médico do Rubro-Negro, João Marcelo.

Abel Braga, de 66 anos, precisou ser amparado no final frenético que foi o clássico entre Flamengo e Fluminense, no Maracanã, em partida válida pelas semifinais da Taça Rio e que teve a vitória do Rubro-Negro pelo placar de 2 a 1, com um pênalti nos acréscimos.

Nervoso com a partida, Abel não aguentou os últimos minutos do jogo e foi levado ao vestiário, amparado pelo médico particular - Paulo Dutra, onde posterior a uma análise rápida deixou o estádio do Maracanã sentado em uma cadeira de rodas, sendo levado por uma ambulância ao hospital Pró-Cardíaco.

Abel Braga teve que ser amparado a beira do gramado.Abel Braga teve que ser amparado a beira do gramado.

De acordo com o seu médico, Abel estava bem, acordado e conversando, mas ficou mesmo assim em observação, devendo receber alta ainda nesta quinta-feira, após a realização de novos exames complementares.

Em uma breve entrevista aos repórteres presentes ao hospital, João Marcelo (médico do Flamengo) deu o seguinte depoimento quanto ao episódio ocorrido no Maracanã com o treinador do clube:

"Abel, no final do jogo sentiu-se mal. Estávamos monitorando e deixamos uma ambulância para emergência. Levamos para o vestiário, lá estava estável, estava equilibrado, conversando e decidimos mesmo assim conduzi-lo ao hospital, onde se alimentou. Nesta quinta-feira faremos outros exames antes de dar alta a ele. Abel teve uma arritmia", declarou o médico do Flamengo.

Para completar, João Marcelo se lembrou de um caso semelhante ocorrido com o próprio Abel, há quatro anos.

"É um quadro que ele teve há quatro anos. Não é hipertenso. No campo, ele teve um mal-estar rápido e ficou pálido. Dentro do vestiário, a gente monitorou e viu algumas alterações cárdicas. A emoção e a agitação o fizeramele sentir o mal-estar", concluiu.

Perguntado sobre a possibilidade de Abel Braga já estar de volta ao Flamengo no próximo compromisso do time, o médico não quis dar um prazo.

"É muito cedo falar sobre a sua volta ao trabalho. Há outros exames e todo o protocolo a ser seguido. É um quadro que já teve anteriormente e é conhecido", finalizou.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal