Minha Torcida Logo

Flamengo diz querer ouvir as famílias da tragédia no Ninho do Urubu para entender as necessidades

Em um primeiro momento a direção do Rubro-Negro pretende ouvir os familiares das vítimas desta tragédia. O que elas querem: Indenização alta? Um valor mensal significativo? Casa? A ideia do Flamengo é entender cada necessidade neste primeiro instante.

Por
Compartilhe

Após não aceitar acordo com o Ministério Público do Rio de Janeiro, a direção do Flamengo pede paciência e diz que em primeiro lugar irá ouvir o que as famílias de vítimas irão pedir. Dirigentes irão se reunir com parentes das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu nesta quinta-feira.

Mesmo não fechando acordo com o MP e com a Defensoria Pública do Rio de Janeiro, os advogados do clube acreditam que irão conseguir evitar duras batalhas judiciais com as famílias das vítimas do incêndio que levou a vida de 10 jovens há duas semanas no “Ninho do Urubu”.

Local do incêndio no Ninho do Urubu.Local do incêndio no Ninho do Urubu.

Em um primeiro momento o Flamengo pretende ouvir os familiares das vítimas desta tragédia. O que elas querem: Indenização alta? Um valor mensal significativo? Casa? A ideia do Flamengo é entender cada necessidade neste primeiro instante, para assim poder individualizar as tratativas, mesmo não descartando um acordo coletivo.

Mediante a esse cenário que se compõem, a direção do “Rubro-Negro” acredita em um jogo de paciência, vislumbrando um acordo para no máximo nos próximos 10 dias. Com essa atitude, o corpo jurídico do Flamengo tenta evitar uma arrastada disputa na “Justiça” e entende que esse caminho que está tomando com certeza será o melhor para todas as partes.

Nesta última quarta-feira, o clube emitiu uma nota oficial, onde trazemos para você um trecho da mesma:

“O Flamengo seguirá atuando para que os familiares sejam indenizados de forma justa e no menor período de tempo possível, minimizando a dor e o sofrimento das famílias”.

É bom salientar que o Clube teve um primeiro encontro com esses familiares em um hotel no Recreio – zona oeste do Rio de Janeiro, onde não apresentou valores aos presentes, deixando alguns desses parentes bastante incomodados. No dia de hoje voltará a se reunir com esses e nessa nova conversa deverá apresentar os primeiros valores e a partir daí iniciar as tratativas para um desfecho nas indenizações as vítimas do incêndio no “Ninho do Urubu”.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais