Paulo Autuori entra na mira do Flamengo para assumir a função de coordenador

O mesmo é o exemplo de profissional que o clube da gávea procurava.

Por
Compartilhe

Após anunciar a sua saída do Fluminense, nesta última segunda-feira, Paulo Autuori poderá assumir a função de coordenador do Flamengo. A informação que por hora é extra-oficial, aos poucos vai ganhando força dentro do clube carioca.

Além dessa informação, existe também a de que Maurício Barbieri – treinador interino do Flamengo poderá ser oficializado no cargo. Barbieri completa nesta terça-feira, dois meses a frente da comissão técnica do Rubro-Negro.

Com a confiança do grupo de jogadores, mais o da diretoria – somado aos resultados obtidos em campo, o treinador ganha o respaldo de todos dentro do clube, fazendo com que a direção não saia atrás de outro nome para assumir a “casa mata” do time, mas em contrapartida, a função de coordenador deverá ser ocupada em breve e aí que Autuori entra.

Paulo Autuori.Paulo Autuori.

No radar há algum tempo, o nome do ex-treinador e posteriormente dirigente, ganhou força após anunciar seu desligamento do maior rival do Mengão. O nome de Paulo Autuori agrada e muito a cúpula do Rubro-Negro. O mesmo é o exemplo de profissional que o clube da gávea procurava.

Sem confirmar se enviará uma proposta ao profissional, a direção ao mesmo tempo também não nega, mas em caso de uma negativa por parte de Autuori, a direção flamenguista estuda outros nomes para ocupar a função que está em aberta há algum tempo.

Mesmo com a confirmação de que o Flamengo está realmente atrás de um coordenador, Maurício Barbieri seguirá como treinador. Desde que assumiu o comando técnico do time, o técnico conta com um aproveitamento de 66%, sendo que em 13 partidas disputadas, venceu sete, empatou cinco e perdeu apenas uma – com o time misto, diante da Chapecoense.

Atualmente na liderança do Brasileirão, o Flamengo também está classificado para as oitavas de final da Libertadores e ainda de quebra classificado para as quartas de final da Copa do Brasil.

Comentários