Mesmo com a Fiorentina tendo declarado recentemente que pretendia contar com a volta do atacante Pedro ao seu elenco, o Flamengo ainda assim não desiste de permanecer com o jogador em definitivo.

Com contrato de empréstimo finalizando no dia 31 de dezembro, o Flamengo busca recursos para cumprir acordo fechado com a "Viola".

Assim como o Rubro-Negro terá um mês de dezembro decisivo dentro de campo, fora dele a direção não terá vida fácil, visto que no dia 1º de dezembro essa terá como prazo limite para a continuidade de nomes importantes no elenco, bem como: Diego Alves, Pedro e Pedro Rocha, que possuem contratos encerrados no dia 31 do mesmo mês.

Pedro

Dentre os três aqui citados, a situação do atacante Pedro é de longe a mais fácil de ser resolvida, onde basta o Flamengo exercer o seu direito de compra aos italianos, no entanto, o existe sim um "problema" nesta questão e esse é de 14 milhões de euros - algo em torno de R$ 89 milhões, que o clube brasileiro terá que arrecadar para realizar a aquisição do atleta.

Pedro Rocha

A situação de Pedro Rocha está na questão do Spartak de Moscou aceitar ou não a prorrogação de empréstimo do atleta - sempre é complicado tratar com os russos, mas esses estariam interessados a cedê-lo por mais um tempinho; até junho de 2021.

Diego Alves

Aqui a situação mais enrolada, uma vez que a negociação com o goleiro está travada há alguns dias, onde o próprio jogador já tinha dado como certa a renovação por dois anos, mas fora surpreendido com o veto do Departamento Financeiro do clube com os valores previamente acertados com o diretor executivo - Bruno Spindel. Situação essa que está incomodando Diego Alves.

Para fechar com o goleiro, esse terá que aceitar reduzir as pedidas no acordo inicial, a não ser que o Departamento Financeiro aceite pagar acima do teto, cumprindo o combinado por Spindel no mês de outubro.