Certamente, o Flamengo vive o seu pior momento depois de muitos anos. A classificação para as semifinais da Copa do Brasil, diante do São Paulo, além de acabar com a chance de um grande título nesta temporada, pode trazer grande impacto financeiro para o ano de 2021.

Isso porque, com a eliminação, o rubro-negro deixou de embolsar R$7 milhões só por não ir as semifinais. Vale lembrar que o campeão da Copa do Brasil pode embolsar até R$72,8 milhões, e esse era um dos principais pontos no planejamento orçamentário do clube, principalmente em um ano com grande queda de receita por conta da pandemia.

Dentro da previsão de receita do clube para 2020, o objetivo era ser vice-campeão do torneio. A premiação para o 2º colocado é de R$22 milhões, e com isso, o Flamengo deixou de arrecadar cerca de R$29 milhões em seu orçamento. Tal situação gera grande impacto nos cofres da instituição.

Não vender jogadores foi opção para ganhar títulos

Neste início de temporada, a escolha da direção rubro-negra foi de não negociar jogadores com um único objetivo: Ganhar títulos. Jogadores como Gerson, Bruno Henrique e até mesmo Arrascaeta, que foram desejados por clubes do exterior, tiveram sua permanência confirmada com o argumento de que as premiações das competições iriam "bancar" essa escolha.

Bruno Henrique teve proposta do futebol chinês, mas diretoria do Flamengo bancou permanência. (Foto:Reprodução)
Bruno Henrique teve proposta do futebol chinês, mas diretoria do Flamengo bancou permanência. (Foto:Reprodução)

Vale lembrar que, outra situação interessante envolve a Copa Libertadores. Da mesma maneira que na Copa do Brasil, a previsão de orçamento na competição continental é de chegar na semifinal, ou seja, com receita de U$$5,55 milhões (cerca de R$29,58 milhões). Caso seja eliminado antes, é outra situação que pode gerar bastante impacto nas finanças.

Elenco pode ser bastante reduzido em 2021

Com isso, a grande consequência da falta de recursos deve ser a saída de vários jogadores. Diego Alves, que tem situação indefinida por sua renovação de contrato, terá que reduzir ainda mais sua pedida salarial, o que dificulta um acordo entre as partes. Internamente, já não há grande otimismo por sua permanência.

Diego Alves ainda vive indefinição em renovação de contrato. (Foto:Reprodução)
Diego Alves ainda vive indefinição em renovação de contrato. (Foto:Reprodução)

Outros jogadores que não são protagonistas no time também podem sair, casos de Pedro Rocha (emprestado pelo Spartak Moscou), Vitinho(já recebeu propostas no início deste ano), e até mesmo Pedro, que mesmo sendo grande destaque do time, tem custo de 14 milhões de euros por sua compra em definitiva.

Sendo assim, há a necessidade da diretoria do Flamengo tomar decisões importantes em relação ao futuro do clube. Mesmo que dentro de campo a situação ainda não seja caótica, a eliminação na última quarta-feira pode ser bastante determinante para as ambições rubro-negras no mercado.