Indiciado nos Estados Unidos por acusações de conspiração financeira e com risco de prisão caso deixe o Brasil, o ex-presidente Marco Polo Del Nero participou no dia de ontem de uma audiência virtual de apelação na Corte Arbitral do Esporte - o mais conhecido por CAS.

O ex-dirigente de futebol fez sua apelação contra o banimento vitalício imposto pela FIFA em função das acusações de suborno de milhões de dólares. Com a apresentação de sua defesa, Del Nero agora aguarda para um veredicto, que não tem uma data certa para ocorrer, mas é costumeiro levar meses para que esse tribunal o revele.

Entenda o caso

Aos 79 anos, Marco Polo Del Nero era um dos membros do Comitê Executivo da FIFA e presidente da CBF quando abandonou a Suíça em 2015 após a acusação de procuradores federais nos Estados Unidos. O ex-dirigente fugiu do país europeu após vários outros dirigentes da FIFA serem presos em Zurique, numa operação de uma extensa investigação da Justiça Norte-Americana por corrupção no futebol internacional.

Após essas acusações, já de volta ao Brasil, Del Nero desde então vem negando qualquer irregularidade e argumentando junto a FIFA que o órgão mundial do futebol não poderia assumir a jurisdição sobre questões da Conmebol e CBF. Vale lembrar que Del Nero renunciou ao seu cargo junto a FIFA em novembro de 2015, onde na mesma semana foi indiciado nos Estados Unidos, com a entidade máxima do futebol abrindo uma investigação formal. Aguardemos por maiores informações!