Depois da pandemia do novo Coronavírus paralisar o futebol no mundo inteiro e até mesmo cancelar algumas competições, a FIFA anunciou nesta quarta-feira que por hora está cancelando o prêmio "The Best". A entidade máxima do futebol mundial decidiu cancelar a cerimônia em 2020, que ocorre tradicionalmente no mês de setembro, em uma festa pra lá de "pomposa".

Sem dar maiores declarações a respeito, a FIFA não explicou se os atletas serão premiados ou se o troféu ficará em aberto neste período. A entidade apenas declarou através de um comunicado que várias alternativas estão sendo estudadas.

No entanto, o cancelamento da "festa" em si, não quer dizer que o prêmio não será entregue ao "grande" vencedor - que além de ter a escolha do melhor jogador da temporada, também conta com a entrega do troféu do Prêmio Puskás - de gol mais bonito do ano e com a divulgação da seleção dos melhores do mundo, elaborada pela FifPro.

Cerimônia do The Best - organizada pela FIFA
Cerimônia do "The Best" - organizada pela FIFA

Assim como declaramos acima, várias competições mundo afora seguem indefinidas, embora algumas já estão voltando, como por exemplo, a Bundesliga - o Campeonato Alemão, que retornará aos gramados neste próximo final de semana.

Se a FIFA resolver por não premiar ninguém neste ano ou nesta temporada, essa será a primeira vez que a entidade máxima do futebol não escolherá ou anunciará o melhor jogador do mundo. O prêmio em questão foi criado em 1991 - com o alemão Lothar Matthäus sendo o grande vencedor.

O maior vencedor do "The Best" da FIFA até hoje é Lionel Messi, com seis troféus, seguido de perto por Cristiano Ronaldo, com cinco.