VAR no Brasil e na América do Sul virou dor de cabeça e é isso que a FIFA quer mudar; veja

A FIFA através de uma circular determina a utilização do VAR somente em erro claros, óbvios e manifestos e não a toda hora, conforme vem sendo utilizado principalmente no futebol brasileiro.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Com tamanho equívocos que vem ocorrendo com a utilização do árbitro de vídeo - VAR, a entidade máxima do futebol mundial, mais conhecida por FIFA, durante essa semana enviou uma CIRCULAR determinando que a utilização da tecnologia seja exclusivamente para "erros claros, óbvios e manifestos".

O objetivo da FIFA é o de diminuir o excesso de aparições do VAR durante as partidas, o que vem gerando muitas reclamações, principalmente nos jogos realizados na América do Sul e quase que exclusivamente no futebol brasileiro.

VAR.

Alguns dos árbitros viraram reféns do VAR e não somente no futebol brasileiro, como também na Libertadores, como por exemplo no gol do Internacional diante do Flamengo, pela competição, quando a partida ficou interrompida por aproximadamente cinco minutos por suspeita de impedimento que nunca existiu.

Na prática, o VAR deveria ser utilizado somente em erros claros e óbvios, porém, está sendo usado em quase que todos os tipos de lances dentro da grande área.

Assim como aqui já declaramos, a interferência do árbitro de vídeo no Brasileirão é altíssima se comparada a outras ligas importantes. De acordo com os dados fornecidos pela CBF, em 139 jogos, 69 tiveram interferência do VAR, ou seja, média de 1 erro a cada dois jogos. Se comparado a primeira temporada da utilização da tecnologia no futebol italiano, esse número foi de 1 mudança de decisão a cada 3,2 jogos - o mesmo índice de utilização na Copa do Mundo da Rússia. Na Espanha, onde o sistema também está sendo colocado em prática pela primeira vez, o índice é muito semelhante ao da Itália, com média de 3,1 jogos.

Agora fica a pergunta no ar no futebol brasileiro: São os árbitros de campo que estão errando muito ou é o VAR que está se intrometendo demais nos jogos? A resposta é óbvia; os dois!

No futebol brasileiro pelo que se pode ver, está na hora dos árbitros de campo acertarem mais, principalmente dento da área penal e o VAR deixar de buscar menos "formigas", que são pequenos contatos em câmera lenta e com lupa e assim focarem nos "elefantes", que são os erros claros, óbvios e manifestos.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal